21.1 C
Penedo
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Entenda como funciona o eSocial para empresa sem movimento


Situação “Sem Movimento” e os envios ao eSocial 

A situação “Sem Movimento” para o declarante só ocorre quando não há informação a ser enviada ao eSocial, para o grupo de eventos periódicos S-1200 a S-1280, em relação a todos os estabelecimentos, obras ou unidades do declarante, conforme informa o MOS.

Quando enviar o fechamento sem movimento?

Sendo assim, neste caso, o declarante envia o evento S-1299 como “Sem Movimento” na primeira competência do ano em que esta situação ocorrer. Caso esta situação ocorra antes do início da obrigatoriedade do envio da DCTFWeb, o declarante deve enviar o S-1299 como “Sem Movimento” na competência do início dessa obrigatoriedade.

Quais campos devem ser preenchidos?

Ainda conforme o MOS, o envio dessa informação é obrigatório caso os campos “evtRemun”, “evtAqProd”, “evtComProd”, “evtContratAvNP”, “evtInfoComplPer” forem preenchidos com [N].

Sendo assim, caso o declarante possua um ou mais estabelecimentos com movimento, não deve ser enviada a situação “Sem movimento” no evento S-1299, conforme descrito acima.

Quem deve realizar o envio durante a implementação progressiva do eSocial?

Você Pode Gostar Também:

Os obrigados ao eSocial, que no início da utilização não tiverem empregados, nem quaisquer fatos geradores de contribuição previdenciária, nem de imposto de renda, devem enviar, durante a implementação progressiva do eSocial. Sendo assim, o evento S-1000 na primeira fase de envio dos eventos e o evento S-1299 sem movimento na primeira competência em que o envio dos eventos periódicos se tornar obrigatório. 

No entanto, para a declaração de situação “Sem movimento” é desnecessário o envio de qualquer outro evento, como por exemplo as tabelas de estabelecimentos e de rubricas.

Dessa forma, o declarante constituído após o início da obrigatoriedade de utilização do eSocial que não tenha movimento no mês de sua constituição deve adotar o procedimento descrito no parágrafo anterior nessa mesma competência.

E se a situação de ausência de movimento persistir?

Caso a situação “Sem movimento” do declarante, nas três situações acima, persista nos anos seguintes, o declarante deve repetir o procedimento de envio do S-1299 sem movimento na competência janeiro de cada ano, exceto para empregador pessoa física, cuja informação é facultativa.

O MEI precisa enviar situação sem movimento?

Em razão de legislação específica, o Microempreendedor individual – MEI que não tem empregado está dispensado de enviar os eventos S-1000 e S-1299, com a informação “Sem movimento”.

Em razão de serem dispensadas da DCTFWeb, as entidades adiante relacionadas não precisam enviar os eventos S-1000 e S-1299, com a informação “Sem movimento”:

Leia Também:

Está “bombando” na Internet:

Fonte: Notícias Concursos