Marcílio Dias-SC 2 x 0 Rio Branco-PR – Marinheiro resolve no primeiro tempo e celebra no final


Itajaí, SC, 21 (AFI) – O Marcílio Dias-SC teve um dia histórico no Dr. Hercílio Luz, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro Série D. O Marinheiro venceu o Rio Branco-PR por 2 a 0, entrou no G4 e garantiu a 100ª da carreira do comandante Paulo Foiani. Os gols, ainda no primeiro tempo, foram marcados por Palacios e Diego Silva.

O Marcílio Dias assumiu a terceira colocação e chega à penúltima rodada no G4 do Grupo A8 com 15 pontos. O time até pode cair para quarto, com uma vitória do Esportivo-RS sobre o Aimoré-RS. O Rio Branco segue na lanterna (8°) com sete pontos.

MARINHEIRO DOMINANTE COMO TINHA QUE SER

O Marcílio Dias começou com tudo e foi recompensado. Jogava em casa, na busca do G4 e da centésima vitória do professor Paulo Foiani, não poderia ser diferente. Aos 6 minutos, Wellington recebeu fora da área, pela direita, cortou para o meio e bateu cruzou em direção ao gol.

Palacios apareceu e desviou a bola rasteira. Macanhan ficou vendido e precisou buscar a redonda dentro das redes. O Marinheiro continuou melhor e deu trabalho para o goleiro do Rio Branco.

A exigência foi tanta que ele derrubou o atacante Palacios dentro da área, após belo passe de Luiz Renan, e recebeu o cartão amarelo. Ligeirinho foi para a cobrança e bateu no canto esquerdo, forte. Macanhan, porém, quis limpar a barra e evitou o que seria o segundo gol do Marcílio.

Os companheiros do arqueiro não se inspiraram e o rival não se abalou. Aos 36, Castanha errou na saída de bola e Ligeirinho partiu em direção à meta, mas perdeu a bola. Diego Silva, esperto, aproveitou a sobra e chutou para ampliar a vantagem.

TODOS CONVIDADOS

Na volta dos vestiários, o jogo caiu de rendimento. O Rio Branco não encontrou forças para assustar, de fato, o goleiro Victor Hugo e sequer pressionar. O Marcílio Dias continuou superior, apesar de “tirar o pé”.

Não criou oportunidades claras para anotar o terceiro, mas marcou presença no ataque, principalmente pela direita com Wellington e depois Thiaguinho, que entrou na segunda etapa para infernizar a defesa visitante.

O ponta foi apenas uma das alterações de Paulo Foiani para poupar os titulares – alguns sentiram câimbra – e rodar o elenco. O treinador ficou à vontade e quis colocar o máximo de jogadores possível na celebração da 100ª vitória na carreira, concretizada com o apito final.

Antes, aos 43, o Marcílio tomou um susto. O único durante toda a partida proporcionado pelo adversário. Demétrius cobrou falta lateral para dentro da área e Victor Hugo disputou com Jacy. A bola sobrou limpa para Douglas marcar. O árbitro, porém, assinalou falta no goleiro.

SEMANA QUE VEM TEM MAIS

Na próxima rodada, os dois times voltam a campo às 15 horas do sábado (28). O Marcílio Dias visita o líder Cascavel-PR, no Olímpico Regional. O Rio Branco, em casa, recebe o Caxias-RS, no Kleber Andrade.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior