Mulheres são encontradas presas em celas em clínica de repouso



Nesta quinta-feira (12), 33 mulheres foram encontradas em cárcere privado em uma clínica de repouso na cidade de Crato, no Ceará. O estabelecimento acolhia idosas e mulheres com questões psiquiátricas, que eram mantidas em celas sem condições sanitárias. O diretor da clínica foi preso em flagrante. As informações são do G1. 

A condição de cárcere privado foi descoberta após uma abordagem da polícia civil. O órgão cumpria um mandato de prisão preventiva contra o diretor da clínica, Fábio Luna dos Santos, de 35 anos, por denúncias de abuso sexual contra duas vítimas. 

Celas onde as mulheres foram encontradas presas | Reprodução G1 Arquivo Pessoal

Ao chegarem no local, os policiais civis encontraram as internas presas em celas como as de prisão e sem condições sanitárias. Assim, Fábio Luna dos Santos foi autuado em flagrante por maus-tratos e cárcere privado.

Além das acusações de abuso sexual e dos flagrantes de maus-tratos e cárcere privado, o diretor da clínica também responde por violência física e psicológica e apropriação dos benefícios das internas. Ele foi levado para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).





Fonte: iBahia