‘Nos tempos do Imperador: Após declaração de Dom Pedro, Luísa decide deixar o Brasil



Depois de se declarar para Luísa (Mariana Ximenes), Pedro (Selton Mello) ouve da amada que não é possível que eles fiquem juntos. Para fugir deste amor proibido, ela decide voltar para a França com o marido, Eugenio (Thierry Tremouroux). Já Pilar (Gabriela Medvedovski), arrependida por ter brigado com Samuel (Michel Gomes) o procura e o pede em namoro. Para completar a felicidade da jovem, a Condessa de Barral a apresenta aos Imperadores do Brasil. O desejo da moça é que eles intercedam por ela junto à faculdade de medicina. Mas isso não será assim tão simples. 

Surpreendida com a notícia de mudança de Luísa do Rio de Janeiro, Pilar tem mais uma preocupação: arrumar um lugar onde morar. Ela pensa no Zungu, na Pequena África, mas Dom Olu (Rogério Brito) não aprova a ideia. Quem também tenta se mudar para a Pequena África – e consegue – é Lupita (Roberta Rodrigues), mas tudo faz parte de uma armação de Borges (Danilo Dal Farra). O policial a obriga a se infiltrar no local, para que ele receba informações privilegiadas e consiga a todo custo um motivo para prender Samuel (Michel Gomes). Mas a armação não dura muito tempo: o Rei da Pequena África, Olu, a confronta e descobre a armação. 

Quem recorre ao Imperador é o quarteto Quinzinho (Augusto Madeira) e Clemência (Dani Barros), Germana (Vivianne Pasmanter) e Licurgo (Guilherme Piva). Estava tudo certo para que eles fossem indenizados pela demolição da Taberna dos Porcos – o local dará lugar à uma rua. Mas, para espanto dos quatro, eles não terão mais direito a receber o dinheiro, já que Germana se precipitou e, sozinha, destruiu o lugar. Desesperados, Quinzinho e Clemência decidem ir até Dom Pedro II, na cerimônia de beija-mão, pedir uma ajuda. 





Fonte: iBahia