Pix saque e troco: veja se você já pode usar


O comércio já está se preparando para uma nova funcionalidade: o Pix saque e troco. A previsão é a novidade seja lançada até o final do ano. Toadas as pessoas com a chave Pix cadastradas poderão utilizar a nova funcionalidade.

No PIX saque o cliente poderá se dirigir a estabelecimentos participantes e após realizar a transferência em PIX receber o dinheiro em espécie. Já no Pix troco, além de pagar a compra no local, o valor depositado acima do valor poderá ser devolvido em espécie ao cliente – “o troco”.  

Basicamente as duas novas funcionalidades do PIX são bem parecidas, o que deve mudar apenas é a realização de uma compra no local ou não.  

A CNN Brasil, o presidente da Abrasel – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes0 – Paulo Solmucci, disse que a atitude poderá chamar atenção para as pequenas empresas. “Para o consumidor, será gratuito. Hoje, ele paga para sacar em uma maquininha de ATM e naqueles bancos 24h. Ele também evitará o deslocamento ao banco. Ele já está almoçando, jantando ou fazendo um lanche, ou está em um posto de gasolina, supermercado, ou seja, é muito bom em termos de conveniência”, explica Solmucci.

O benefício, de Pix Saque e Troco, deve ser também importante para pessoas de cidades do interior do Brasil – já que caixas eletrônicos e bancos por vezes são de difícil acesso para as pessoas residentes destes tipos de locais.

Para os bancos, Solmucci defendeu que o benefício deve ser sentido na questão logística e manutenção de máquinas, por exemplo. “O Banco Central também ganha, porque manusear o dinheiro é muito caro, com transporte, garantia e segurança”, explicou.

Você Pode Gostar Também:

Pix saque e troco deve trazer mais segurança para os comércios

A segurança tem sido realizada de maneira “cuidadosa, transparente e com bastante diálogo”, garante o presidente da Abrasel. Ele ainda defende que o Pix Troco e Pix saque devem trazer mais segurança para os comércios, pela diminuição do dinheiro físico em caixa.

“Muitas vezes, a gente é assaltado, fechamos uma casa porque o ladrão sabe que, ao longo do dia, você vai juntando dinheiro ali no caixa e tem um montante que você terá que transportar no dia seguinte para o banco”, declarou.

Mesmo neste cenário, ele admitiu que será feito da maneira que for possível e os comércios não terão obrigação de atuar como bancos e terem todas as notas disponíveis para as transações.

Leia também: “Serasa Limpa Nome: quite sua dívida por R$ 100 antes que o prazo acabe”

Leia Também:

Está “bombando” na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br

Fonte: Notícias Concursos