Prefeitura nega pedido de clube brasileiro para realizar partida da Libertadores com público


Rio de Janeiro, RJ, 9 (AFI) – Após pedido da diretoria do Fluminense, Prefeitura do Rio de Janeiro não aceitou a presença de público no jogo entre o Tricolor e Barcelona-EQU, na quinta-feira no Maracanã, pela Libertadores.

A intenção era levar 4,5 mil torcedores, todos com as duas doses da vacina. Seria um teste para o plano do próprio município de liberação parcial do público nos próximos meses.

O MOTIVO

O pedido foi negado devido ao aumento de número de casos e a preocupação com a nova variante Delta.

O PROTOCOLO É BOM

De acordo como clube, a prefeitura aprovou o protocolo oferecido e disse que há apenas “necessidade de pequenas correções”. O Fluminense ainda completou explicando que o pedido foi negado somente pelas questões do aumento dos casos, e que o protocolo não teve interferência.

COLABORANDO

A pedido do Secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz, o clube convidará seus funcionários a participar, como voluntários, da campanha de vacinação, unindo esforços com as autoridades de saúde municipais.

FLUMINENSE: Roger espera ‘moral alta’ de Nino após ouro olímpico e desconversa sobre contar com o jogador para duelo contra o Barcelona-EQU

Confira também:





Fonte: Futebol Interior