Score no Serasa mais baixo? Entenda a relação com o seu CPF


Consumidores têm reparado e relatado oscilações em seus scores de crédito. A queda do crédito no Serasa foi de 257 pontos nos últimos nove meses. As reclamações nesta semana partiram principalmente de contas no Twitter, após perceberem que o seu score no Serasa havia diminuído.

Os números levam em conta o histórico do indivíduo como pagador, e por conta disso, o score pode oscilar tanto para cima como também para baixo. As quedas relatadas nas redes sociais vão de uma média próxima a 111 a chega a até mais de 500 pontos.

Detalhes sobre as quedas ainda são desconhecidos por muitos consumidores

Desde dezembro do ano passado, a queda de score no Serasa já é de 34%. Um estudante de engenharia (que não se identificou), afirmou que não realizou nenhuma compra ou dívida que justificasse a queda. “ Não tenho nenhuma dívida aberta, não mudei meus hábitos de pagamento e não consigo pensar em nenhuma outra ação que possa justificar essa movimentação”, afirmou.

O que pode ter acontecido para esse consumidor e tantos outros, é que em junho deste ano o Serasa definiu novos métodos de avaliação. O Serasa tinha um sistema de avaliação chamado Score 1.0 e que passou para a versão 2.0.

A marca afirmou que este novo modelo foi criado para acompanhar o “momento econômico atual do país”. E conforme a alteração do novo modelo, o peso dos itens foi reconsiderado para uma nova avaliação de crédito.

Você Pode Gostar Também:

O Serasa ainda explica que dívidas por atraso, acabam reduzindo a pontuação. Porém, um bom histórico de pagamentos por crédito tende a ajudar os clientes que estão naquela busca de sempre aumentar o seu crédito.

Peso do pagamento de crédito é cada vez mais importante para o Serasa

O peso no pagamento de crédito para a formação de nota aumentou muito. No modelo anterior era 13,9% passando para 43,6% nesta nova avaliação. Na versão Serasa Score 2.0, o tempo do uso de crédito também está sendo levado mais em conta, de 10,1% para os 8,4% de anteriormente.

Talvez o único detalhe significativo que não tenha sido alterado é o montante de pontos, que continua de 0 a 1000. As dicas dos especialistas é ficar sempre de olho no score, mês a mês. Se pagar as faturas, principalmente as de crédito em dia, é bem provável que o seu nome suba no Score 2.0 do Serasa.

O Score 2.0 vai tratar de ser sempre dinâmico e de mudar conforme a evolução do sistema e comportamento financeiro do consumidor. Com a mudança de metodologia, a empresa entende que é “normal que aconteçam oscilações”.

Em alguns casos, o Serasa entende que o CPF pode ter sido o motivo pelo qual o score do consumidor se alterou. Isso tende a acontecer quando o CPF foi pouco ou muito pesquisado, o que indica que não está acontecendo muita movimentação financeira e que isso impacta em um score que vá diminuindo.

Leia Também:

Está “bombando” na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br

Fonte: Notícias Concursos