Série B: Zagueiro do Vila Nova nega “motim” para derrubar técnico


Goiânia, GO, 26 (AFI) – Com o clima mais tranquilo depois da importante vitória sobre o Avaí, por 1 a 0, em Goiânia, na última quarta-feira, o zagueiro Rafael Donato finalmente falou publicamente sobre a saída de Hemerson Maria do Vila Nova.

Na última segunda-feira, o treinador surpreendeu a todos ao pedir demissão depois de apenas três partidas. A decisão foi tomada, de acordo com o próprio Hemerson Maria, porque os jogadores não aceitaram cobranças e questionaram seu método de trabalho.

“Todos nós, jogadores, ficamos surpresos, não fizemos motim para mandar o treinador embora e não falamos pelas costas. Foi uma conversa de vestiário que infelizmente vazou. Talvez ele tenha interpretado mal nosso grupo, não questionamos que não queríamos treinar, falamos apenas o que achávamos que poderia melhorar, mas claro que a decisão era dele”, disse o capitão Rafael Donato, que continuou:

“Não tivemos resposta e depois disso ele saiu, foi na sala do presidente e comunicou que não seria mais nosso treinador. Mas em momento algum falamos alguma coisa pensando que iria acontecer uma confusão, não era essa a intenção”.

QUEM VEM?
A vitória sobre o Avaí diminuiu a pressão em cima da diretoria para que um novo treinador fosse contratado. Não está descartada, inclusive, a efetivação do auxiliar Higo Magalhães.

O Vila Nova deixou momentaneamente a zona de rebaixamento da Série B do Brasileiro, chegando aos 22 pontos, na 16ª colocação. Até o fim da 21ª rodada, o Tigre só pode ser ultrapassado pelo Londrina, que no sábado enfrenta o Brusque, fora de casa.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior