Série C: Apesar dos apesares, treinador do Paysandu-PA é firme sobre confronto direto: ‘Temos que nos impor’


Belém, PA, 20 (AFI) – A briga no Grupo A do Campeonato Brasileiro Série C é de alto nível. A distância do primeiro colocado Botafogo-PB para o sexto Ferroviário-CE é de apenas dois pontos. São quatro times, do terceiro ao time cearense com 18 pontos. Um destes, o Volta Redonda-RJ, é o adversário do Paysandu-PA do Roberto Fonseca.

O Papão, inclusive, é quem está entre o líder e o pelotão, na segunda posição, com 19. O treinador, que ainda não conta com um reforço importante, acredita no “dever” do Paysandu de buscar a vitória, mesmo com as condições adversas.

BRASILEIRO É APRESENTADO NO PORTO

JOGAÇO

O jogo será no Raulino de Oliveira, às 18 horas do domingo (22). Dentro do estádio, o Voltaço ainda não perdeu. Foram três vitórias e três empates. O confronto direto, então, se torna ainda mais complicado. São muitas questões envolvidas, porém, Roberto Fonseca não quer saber.

“O Volta Redonda tem feito um campeonato muito consistente, uma equipe muito difícil de jogar nos domínios deles, mas nós temos que nos impor com uma equipe grande, como uma equipe de camisa, uma equipe também postulante à classificação. Vejo como uma grande partida de futebol.”

“A pressão é em todos os sentidos. Jogar fora de casa, contra um adversário que está tendo um grande aproveitamento esse ano, há necessidade de nós ficarmos nesse G4. Então, será uma partida extremamente decisiva.”

O QUE PESA MAIS?

Os obstáculos continuam, só que no elenco do Papão. O volante Bruno Paulista segue fora, com lesão no joelho esquerdo. Os laterais Diogo Matos e Jefferson ainda são dúvidas, mas há uma notícia boa para o setor. A estreia de Leandro Silva.

“Por tudo que o DM passou, o Bruno Paulista está descartado, não voltou essa semana ainda. Não sei se semana que vem ele poderá voltar, mas a princípio não. Enquanto a situação do Diego (Matos) e do próprio Jefferson, eles estão trabalhando.”

“Acho que todo mundo gostou, foi um jogador muito firme dando assistência, um jogador que se enquadrou muito bem na equipe. Já parecia que ele estava jogando há algum tempo conosco. A probabilidade é grande que ele permaneça sim.”

Confira também:





Fonte: Futebol Interior