Série C: Manaus-AM perde aproveitamento de 100% com Evaristo Piza e treinador lamenta


Manaus, AM, 16 (AFI) – Evaristo Piza, enfim, não venceu sob o comando do Manaus-AM, mas também não perdeu. O Gavião empatou em 2 a 2 com o Floresta-CE, após abrir vantagem duas vezes. O treinador, apesar de não ficar muito contente, minimizou o deslize. Tentou, pelo menos.

O Manaus terminou a rodada em terceiro e contou com “ajuda” dos concorrentes para continuar no G4. Ferroviário-CE, Tombense-MG e Volta Redonda-RJ também ficaram na igualdade e atrás do Gavião na colocação. Quem aproveitou foi o Paysandu-PA, que venceu o Jacuipense-BA e assumiu o segundo lugar.

PSG ‘GALÁTICO’ É APRESENTADO AOS TORCEDORES

É… NÃO FOI TÃO BOM

Evaristo Piza tentou esconder o “gosto amargo” do único ponto, mas não conseguiu. Ele tentou falar sobre a importância de pontuar fora de casa, só que ficou claro a angústia por encerrar o aproveitamento de 100% à frente do Manaus.

“Acho que foi satisfatório. A gente saiu para ganhar o jogo. Mas se não ganhar, também não perder. Levamos para casa um ponto importante que pode nos beneficiar no final dessa fase de grupos. Temos que valorizar esse ponto.”

ERA PARA SER DIFERENTE

O Gavião abriu 1 a 0, tomou o empate, fez 2 a 1, porém, saiu de campo com o 2 a 2 no placar. O treinador lamentou as falhas tanto no ataque quanto na defesa, mesmo com a conversa no intervalo.

“Conseguimos fazer um jogo de estratégias. Saímos o primeiro tempo com o resultado favorável. Conversamos no intervalo sobre ter atenção inicial. Tivemos a bola para fazer o 2 a 0 e na bola seguinte tomamos o empate. A equipe não desequilibrou, conseguiu o 2 a 1. Aí não marcamos uma bola curta, desatenção, bola na área e 2 a 2.”

EM CASA PARA VOLTAR A VENCER

O Manaus tenta manter a invencibilidade Evaristo Piza contra o Altos-PI, na próxima rodada. O duelo é no sábado (21), às 17 horas, na Arena da Amazônia.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior