Série C: Paraná-PR muda aqui, muda ali mas não embala


Curitiba, PR, 18 (AFI) – O Paraná-PR trocou de treinador, que mexeu no time titular e, mesmo assim, o desempenho continua bastante abaixo. Nos três jogos de Silvio Criciúma à frente do Tricolor, 21 jogadores foram utilizados e só dois atuaram, desde o início, nos três.

O Paraná é o vice-lanterna (9°) do Grupo B no Campeonato Brasileiro Série C com nove pontos. São três de distância para o primeiro fora de rebaixamento, São José-RS, e também três para o lanterna Oeste-SP.

FLAMENGO ENCERRA PREPARAÇÃO

QUANTIDADE NÃO É QUALIDADE

O principal problema é no ataque. Dos 21, nove são atacantes. O Paraná, porém, marcou apenas um golzinho, com Vinicius Moura, em cima do Ypiranga-RS para empatar em 1 a 1. O único ponto, inclusive, conquistado pelo time sob o comando do novo treinador.

Além do duelo contra os gaúchos, Silvio Criciúma ficou no banco de reservas nas derrotas por 1 a 0 contra o Botafogo-SP e 2 a 0 para o Figueirense-SC. As tentativas do técnico para balançar as redes atendem por: Eberê, Erivan, Gustavinho, Gustavo França, Lucas Sene, Vinicius Moura, Sillas, Ruan e Reis.

OUTRO TIME

Na próxima partida, em casa, no Durival Britto, o Paraná recebe o Ituano-SP, às 19 horas do sábado (21). Silvio Criciúma, mais uma vez, terá que mudar os titulares. O zagueiro Jhonatan Costa, que ao lado de Bruno Grassi esteve presente nos 270 minutos, está suspenso.

O defensor recebeu o terceiro amarelo na última rodada contra o Figueirense e fica de fora. O comandante falou sobre as intensas e sem sucesso alterações.

“A realidade é procurar o melhor meio para fazer o resultado. Fiz três jogos com três equipes diferentes por opção, por suspensão. Já não temos o Jonathan para o próximo jogo. Então, é uma quarta equipe que entrará em campo contra o Ituano, uma equipe muito forte, muito inteira. Vamos viver dia a dia.”

Confira também:





Fonte: Futebol Interior