Série C: Paysandu-PA continua com sérios problemas na criação


Belém, PA, 30 (AFI) – A questão do meio-campista, o camisa 10, no futebol brasileiro não é recente, porém, muitos times ainda sofrem. O Paysandu-PA é um deles. Roberto Fonseca não conta com um jogador de armação no elenco e, às vezes, faz muita falta.

Contra o Floresta-CE, pela última rodada do Campeonato Brasileiro Série C, o Papão empatou em 1 a 1, na Curuzu, e perdeu a chance de assumir a ponta da tabela, mais uma vez. O Paysandu é o terceiro do Grupo A com 21 pontos, a um do quinto Ferroviário-CE.

NO ATLÉTICO-MG, FALTOU COLOCAR NO BARBANTE

SE A BOLA NÃO CHEGA…

O treinador Roberto Fonseca ficou irritado com a atuação. Era jogo, nas palavras do próprio comandante, que o Paysandu “tinha obrigação de vencer”. Tudo se complica, porém, quando o time finaliza apenas duas vezes. Roberto Fonseca não foi “em cima” dos atacantes, mas problematizou a criação das jogadas.

“Às vezes cobramos uma situação deles (homens de frente), mas nós temos que fazer essa transição, fazer essa bola chegar e, obviamente, hoje nós erramos muito nessa transição. Bolas que poderíamos armar uma jogada mais perigosa ou quem sabe mais vertical em direção ao gol, acabamos errando.”

“Foi um jogo sem a inspiração que nós necessitávamos jogando dentro de casa. Nós tínhamos a obrigação de vencer, de fazer um jogo com mais contundência e mais intensidade. Então, realmente, desde a minha chegada aqui, talvez tenha sido o jogo que brigamos menos, que tivemos menos inspiração para conquistar a vitória.”

PROCURA-SE UM 10

O Paysandu tem apenas um jogador com qualidades próximas a de um armador: Ruy. O meio-campista, porém, não vive grande fase. Roberto Fonseca, então, escala o Papão com três volantes. A diretoria ainda busca um camisa 10, só que não basta “trazer por trazer”.

“Temos procurado, mas estamos com dificuldades de encontrar aquilo que nós queremos. Não podemos trazer por trazer, sabemos da exigência, nós sabemos do peso e da dimensão dessa posição. Enquanto isso, nós temos procurado dar o suporte, dar moral para esses atletas que estão entrando e representando a nossa camisa.”

CONTRA O LANTERNA

O Paysandu volta a campo no próximo domingo (05), às 20 horas, novamente na Curuzu. O adversário é o lanterna (10°) Santa Cruz-PE. Será que faltará armação, até contra o último colocado?

Confira também:





Fonte: Futebol Interior