28.9 C
Penedo
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Uberlândia-MG 0 x 0 Boa Esporte-MG – Goleiros dividem brilho e mantêm empate


Uberlândia, MG, 07 (AFI) – O Parque do Sabiá foi palco de um grande empate entre Uberlândia-MG e Boa Esporte-MG, apesar do zero não sair do placar. Pela décima rodada do Campeonato Brasileiro Série D, os goleiros Rafael Roballo e Tom brilharam para manter o empate. Um em cada etapa.

O Uberlândia estacionou na terceira colocação do Grupo A6 com 16 pontos e perdeu a chance de ultrapassar a vice-líder Caldense-MG, que só empatou com o Patrocinense-MG, em 0 a 0 e soma 20. O Boa Esporte também permaneceu na mesma colocação. Está em quarto com 14, mas sofre ameaça do Rio Branco-VN. Os capixabas entram em campo neste domingo, contra o Rio Branco-ES, podem chegar a 16.

ROBALLO GIGANTE

O duelo começou desanimado com poucas jogadas. As principais movimentações eram paralisadas por faltas. O Boa Esporte, porém, se lançou ao ataque primeiro e tomou conta da etapa inicial.

William Mococa recebeu cruzamento sozinho na pequena área e cabeceou por cima do gol. O centroavante não controlou a bola e desperdiçou uma das grandes chances para abrir o placar.

Neto Costa, minutos depois, foi quem perdeu. Ele recebeu em velocidade de Yago e cortou o zagueiro. Dentro da área, o atacante tocou na saída do goleiro, mas Rafael Roballo tocou na bola e evitou o gol parcialmente. Sosa, no rebote, afastou.

Antes do intervalo, o arqueiro do Uberlândia brilhou novamente. Aruá invadiu pela direita e, próximo a linha de fundo, finalizou forte. Rafael Roballo espalmou para escanteio e manteve o zero no placar.

TOM GIGANTE

O início do segundo tempo deu indícios de que o Boa Esporte continuaria dominante. Aos 46 segundos, o goleiro Tom chutou para frente e o zagueiro do Uberlândia Sosa errou o tempo. A bola sobrou quicando, limpa para Neto Costa, mas ele não pegou bem.

Aos três minutos, porém, os donos da casa, enfim, acordaram. Ingro acertou um grande chute de fora da área e Tom trabalhou pela primeira vez. Nailson, logo em seguida, recebeu cruzamento de Wandinho e tentou a bicicleta, mas furou.

A mudança de Chiquinho Lima com a entrada de Alípio na vaga de Matheus Paquetá animou o Uberlândia, que assustou em mais duas chances pela direita. Na primeira, Wandinho recebeu de Alípio e cruzou, porém, ninguém completou. Na segunda, Alípio lançou Kellyton e o lateral exigiu grande defesa de Tom.

O ímpeto ofensivo durou 20 minutos. A partir da metade da etapa final, os dois times deixaram de produzir e o resultado não sofreu alterações graças às grandes atuações dos goleiros.

PRÓXIMA RODADA

O Uberlândia volta a campo no próximo sábado (07), às 16 horas, em mais um confronto direto. Recebe, no Parque do Sabiá, a Caldense. O Boa Esporte também joga em casa, porém, tem um jogo mais fácil, na teoria. Enfrenta o lanterna Patrocinense-MG.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior