UFRJ: pesquisadores afirmam que aulas presenciais são ‘inviáveis’


Pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) afirmam que não é possível retomar as aulas presenciais neste momento devido à baixa cobertura da vacina e à alta no número de casos da variante delta no estado. 

Conforme o Grupo de Trabalho Multidisciplinar para Enfrentamento da Covid-19 da UFRJ, a atual situação torna inviável “qualquer sugestão de retorno normal às atividades presenciais”. 

O grupo, que é responsável por guiar a UFRJ nas decisões durante a pandemia, afirma que a vacinação ainda não alcançou o público da UFRJ. Em sua maioria, o alunado é composto por jovens. Nesse sentido, os pesquisadores da UFRJ afirmam: 

“Estima-se que a cobertura vacinal acima de 70% dos indivíduos com esquema vacinal completo seria uma faixa segura para o início das medidas de flexibilização, desde que não haja a introdução de nova variante associada a escape imunológico das vacinas em uso”.

Você Pode Gostar Também:

Desse modo, o grupo pondera que “a volta de grande número de alunos à universidade […] seria, a nosso ver, de grande risco para a população, pois propiciaria o surgimento de novas variantes”. Diante disso, os pesquisadores afirmam que a instituição deve ter cautela ao planejar a retomada das aulas presenciais.

Além disso, o grupo ressalta o risco de alta nos casos da variante delta. Na última semana, o Ministério da Saúde apontou que o RJ é o estado com mais casos da variante delta. O Rio registrou 36,14% das notificações.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia USP ocupa posição entre 150 melhores universidades do ranking de Xangai.

Veja também UFPR define data e formato do Vestibular de 2022.

Leia Também:

Está “bombando” na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br

Fonte: Notícias Concursos