Vá com calma: sete sinais de que você vive no ‘piloto automático’



Você realiza sempre as mesmas atividades da mesma maneira? Essa rotina incluindo as mesmas atividades, pode facilmente levar o cérebro ao que chamamos de “piloto automático”, um dos maiores inimigos da atenção Esse movimento constante, incluindo as mesmas atividades, pode facilmente levar o cérebro ao que chamamos de “piloto automático”, um dos maiores inimigos da atenção.

De acordo com Patricia Lessa, diretora pedagógica, a rotina nos beneficia até certo ponto.“A rotina tem sua importância e nos ajuda a economizar tempo e esforço mental; além de nos dar segurança quanto aos resultados que queremos obter, mas há limites para ela. Felizmente, existem diversas maneiras de sair deste piloto automático e praticar o que chamamos de atenção ativa no dia a dia”, explica.

Ela ainda trouxe exemplos de atividades para romper esta monotonia. “Podemos experimentar fazer compras em um local diferente, pois cada local terá a organização dos seus itens de maneira específica, exigindo de nós uma maior demanda atencional ou mesmo fazer um caminho diferente do que estamos acostumados para chegar em casa. Cada novidade introduzida na rotina colocará nossa mente em estado maior de alerta”, reforça.

Contudo, segundo Patrícia, apenas estes exercícios praticados vez ou outra não são suficientes para uma mudança expressiva. “É preciso ampliar a nossa atenção para oferecer ao nosso cérebro os estímulos corretos para que ele consiga performar melhor em diferentes faixas etárias. Esses estímulos, para que sejam assertivos, precisam envolver, novidade, variedade e grau de desafio crescente”, rememora.





Fonte: iBahia