Vasco x Ponte Preta – Clima de final de campeonato em São Januário


Rio de Janeiro, RJ, 28 (AFI)  – Com cara de decisão de campeonato, o Vasco recebe a Ponte Preta neste domingo, às 16h, em São Januário, pela 21º rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Para continuar sonhando com o acesso, o time carioca precisa voltar a vencer na competição e a ordem no clube é iniciar a reação a partir deste domingo.

Ameaçado por protestos da torcida, o Vasco vem de três derrotas consecutivas, para Operário (2 a 0), Londrina (2 a 1) e Remo (2 a 1). Resultados que fizeram o time do técnico Lisca estacionar nos 28 pontos, na 11ª posição na tabela e o clima no clube ficar tenso.

Após a derrota para o Operário, parte do muro de São Januário amanheceu, no último domingo, pichada com diversas ameaças. A frase mais forte foi: ”Vai morrer todo mundo”.

Por outro lado, a Ponte Preta continua sua missão de se distanciar das últimas colocações. A vitória por 3 a 0 sobre o Brusque na última rodada trouxe tranquilidade ao clube, que está na 15ª posição, com 22 pontos.

VASCO

No Vasco, o técnico Lisca pode contar com o retorno do zagueiro Leandro Castan. Em contrapartida, terá os desfalques do volante Romulo e do atacante Morato. Os dois cumprirão suspensão automática, sendo o primeiro pelo terceiro cartão amarelo e o segundo por uma expulsão.

Nesta sexta-feira, a diretoria informou que Sarrafiore testou positivo para a Covid-19 na última quarta-feira e tornou-se o terceiro desfalque contra a Ponte.

Para esta partida, a expectativa é que o atacante Cano volte a marcar pelo Vasco. Com seis gols na Série B, ele não marca há sete jogos. Seu último gol foi no 4 a 1 diante do Guarani, em 24 de julho, a estreia de Lisca. Desde então, passou em branco em cinco jogos da Série B e dois jogos contra o São Paulo pela Copa do Brasil.

MESMO TIME
Na Ponte Preta, a tendência é que o técnico Gilson Kleina mantenha o time titular do jogo com o Brusque. Ele pode contar com o retorno do lateral-direito Kelvin, que cumpriu suspensão e a estreia do lateral-esquerdo Marcelo Hermes, mas os dois devem ficar como opção no banco.

Assim, Felipe Albuquerque e Rafael Santos continuam como titulares.

Desataque da Ponte Preta, o meia Moisés espera que a Ponte pontue neste domingo para se distanciar cada vez mais das últimas posições.

“As expectativas para o duelo contra o Vasco são as melhores possíveis. Estamos evoluindo a cada jogo e nossa equipe vem se cobrando muito, seja nos treinos ou nos jogos. Sabemos que ainda estamos numa situação incômoda na tabela, mas temos que pontuar fora de casa. Ajustamos os erros para poder surpreender o Vasco”, explica.

CAIU NA CONTA

Na sexta-feira, o elenco da Ponte Preta ganhou um incentivo a mais para buscar a primeira vitória como visitante na Série B. A diretoria conseguiu pagar a CLT de julho, que estava atrasada desde o dia 5 de agosto. Além disso, na última quinta, os funcionários também receberam o salário pendente. Isso não quer dizer que está tudo em dia no Moisés Lucarelli. No sábado, os direitos de imagem dos jogadores completarão três meses de atraso – junho, julho e agosto.


Fonte: Futebol Interior