Whindersson Nunes faz homanenagem para os pais que perderam os seus filhos



Neste domingo (8), Dia dos Pais, Whindersson Nunes prestou uma homenagem no seu Instagram para todos os pais que perderam os seus filhos. João Miguel, filho do humorista e da sua noiva, Maria Lina Deggan, faleceu em meio em decorrência de um parto prematuro

Em sua rede social, a noiva do artista escreveu para o humorista uma carta, como se tivesse sido redigida pelo filho do casal

 “Papai, sei que fui muito esperado. Lembro de você falando comigo na barriga da mamãe, lembro de você chorando quando ela te contou que estava grávida. Lembro de você passando creme na barriga dela, e dizendo o quanto ela estava linda com aquela barriguinha que estava aparecendo”, iniciou.

“Você lembra da primeira vez que mexi na sua mão? Você estava triste naquele dia, e eu mexi pra você saber que independente de onde eu estiver, eu vou pra sempre te amar e te querer sorrindo”, avisou na mensagem. E questionou: “Você lembra no dia do parto, o quão mágico foi?”.

Lina não esqueceu de mencionar a música feita pelo papai famoso. “Sei que não estou nos braços de vocês, sei que minha falta dói e arde o peito. Sei que vocês dois sonhavam em saber se eu ia gostar de jogar bola, ou se eu ia ser engraçado e super talentoso como o papai”, comentou.

“Nesse seu primeiro dia dos pais, quero te dizer que daqui de cima eu olho por você. A mamãe me disse, ainda na barriga, que não poderia ter escolhido um pai melhor pra mim, tão dedicado, tão puro de coração, tão amoroso… Feliz dia dos pais, Papai incrível! Eu e a mamãe amamos você”, finalizou Maria Lina

Whindersson também escreveu um longo texto sobre a experiência de perder um filho e se solidarizou com os pais que viveram a mesma dor. “Hoje também é dia dos pais para quem está sem o seu filho, você não deixa de ser quando Deus adota”, iniciou Whindersson.

“A mãe quando olha pro bebê parece saber exatamente como seria, pro pai é uma explosão de novidades. Eu tinha vergonha de dizer ‘oi, filho’, porque eu realmente tava conhecendo ele ali. Whindersson relata o medo e a preocupação que sentiu ao ver João Miguel sendo cuidado por outras pessoas. Eu olhava as enfermeiras manipulando e eu queria falar para terem cuidado com ele, porque a pele dele era sensível, eu queria dizer como pegar nele, pra ter cuidado. Enfim, seu filho passando de mão em mão e nenhuma é sua, porque naquele momento a sua é um risco. Era como se meu cérebro dissesse ‘profissionais são humanos, humanos erram, e eu não posso deixar um erro acontecer aqui”, explicou.

“Pode chorar, pode ficar com medo. Eu sei que o tempo para quando devia correr, mas isso é só a forma como você lida com a sua percepção sobre o tempo. Você achando ou não que ele muda, ele passa na mesma velocidade. Então o que você tem que trabalhar é a paciência com você mesmo. Amar ao próximo como a ti mesmo fala mais do que se olhar no espelho e amar ou não o que você enxerga. É ter paciência com você. Eu não estou triste hoje, tô feliz porque meu pai está feliz pela minha existência, porque era o que eu desejava para o meu filho, mas ele está no melhor lugar. E hoje eu amo muito mais meu pai. Te amo, pai, que bom estar aqui para você! Sintam-se abraçados por mim. Feliz dia dos pais”, finalizou.





Fonte: iBahia