28.9 C
Penedo
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Botafogo-PB lamenta gol sofrido na reta final, que insiste em perseguir – Futebol Interior


João Pessoa, PB, 06 (AFI) – O passado voltou a assustar o Botafogo-PB. O Belo tomou o empate aos 49 minutos do segundo tempo para o Tombense-MG, na última rodada, e deixou o G4 do Campeonato Brasileiro Série C. O lance fez o meio-campista Clayton relembrar de um momento horrível em 2018.

O Botafogo garantia o acesso à Série B até os 48 minutos, quando enfrentava o Botafogo-SP, pela segunda partida das quartas de final na terceira divisão. Caio Dantas, porém, deixou tudo igual e na decisão por pênaltis – Belo venceu o primeiro duelo por 1 a 0 – o Pantera ganhou por 4 a 3 e ficou com a vaga.

RETRONO À SELEÇÃO?

SERÁ QUE O FINAL É O MESMO?

Clayton participou da eliminação e contra o Tombense foi um dos melhores em campo. O meio-campista criou grandes oportunidades até os 25 minutos da etapa final. O Botafogo, cansado de parar no goleiro Felipe Garcia, recuou com a vantagem de 1 a 0, gol de Tsunami.

O Tombense, que pouco fazia, aproveitou a oportunidade para crescer. Apesar não levar tamanho perigo a Lucas, o zagueiro Manuel completou às redes o cruzamento de Deivid e tirou a vitória do Belo.

“Até veio 2018 na cabeça. Naquela ocasião, contra o Botafogo de Ribeirão Preto, foi um jogo fora de casa, valendo vaga na Série B. Doeu bastante. Na minha opinião, foi um dos melhores jogos que a gente fez no Almeidão (contra o Tombense).”

“Controlamos o jogo todo, tivemos chances e não merecíamos (o empate). Mas futebol é ingrato. A gente tem que estar concentrado até acabar o jogo. Eles só colocaram bola na área. A gente ainda só depende da gente. Serve de aprendizado. Agora é buscar fora de casa.”

‘TEMOS QUE APRENDER’

A volta ao passado nem precisa ser tanta. Na 12ª rodada da Série C desta temporada, o Botafogo, novamente, sofreu o empate nos últimos lances, em mais um confronto direto.

O Belo visitou o Volta Redonda-RJ e quando parecia conquistar grande resultado, no Raulino de Oliveira, Heitor lançou à área e Olávio apareceu para balançar as redes, aos 48 minutos do segundo tempo. O volante Pablo exige mudança na postura para as últimas três rodadas.

“Se não aprendemos contra o Volta Redonda, temos que aprender agora contra o Tombense, porque é reta final. É decisão. A gente quer o nosso lugar de volta no G-4. Não tem remédio. É trabalhar.”

PODERIA SER MUITO MELHOR

O Botafogo é o quinto colocado com os mesmos 22 pontos do próprio Volta Redonda, mas poderia ser o líder, caso confirmasse os triunfos, e com altas chances de classificar. A situação atual é adversa, porém, sem crise.

O Belo enfrenta, na Colina, o primeiro colocado Manaus-AM, que tem 24 pontos, às 16 horas, pela próxima rodada.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior