Como a pandemia e o isolamento social mudaram os hábitos dos consumidores?



A pandemia do novo coronavírus impactou em diversas áreas da vida das pessoas. Com a necessidade de manter-se em casa, aquela ida ao shopping para compras deixou de ser um hábito. Por isso, o varejo precisou ir ao encontro do consumidor, pelo melhor meio e com segurança.

Dessa forma, o uso do e-commerce surgiu como uma saída à diminuição das vendas presenciais. E essa mudança nos hábitos de consumo, claro, geraram uma resignificação para o varejo, especialmente empresas de médio porte.

“As empresas de médio porte precisam trabalhar com inteligência para compreender os seres humanos. É dessa forma que conseguiremos competir com os grandes players”, conta o gerente de marketing do Minipreço, Jorge Biancamano.

Jorge e o sócio-proprietário da Baianão MóveisRafael Bacetto são os convidados do Projeta Junto!, podcast do Rede Bahia Projeta. Os dois compartilharam sobre como tem sido o processo de experiência do usuário e cuidado com suas equipes ao longo da pandemia.  

O sócio-proprietário do Baianão destaca a necessidade de entender o cliente antes de atendê-lo e isso faz com que o processo O2O (Online-to-Offline) faça cada vez mais sentido. 

“O digital vem para atender o consumidor da melhor maneira possível, mas temos em mente que o cliente tem o processo de decisão do formato de sua compra, que pode unir a ida a loja ao formato digital”, explica Bacetto.  





Fonte: iBahia