Do transplante ao remédio: confira os tratamentos contra calvície



A calvície é um tipo de alopécia, distúrbio definido como a perda de cabelos ou pelos, principalmente no couro cabeludo. Não é à toa que os tratamentos voltados esse problema são um dos mais procurados pelo público masculino e, segundo dados de especialistas brasileiros, a busca de consultórios de dermatologia, atrás de procedimentos para calvos, cresceu ainda mais durante a pandemia. 

A dermaticista Maria Hartmann, diretora da Clínica Hartmann, comentou que o aumento deste número tem relação direta com à possibilidade dos pacientes realizarem o tratamento, permanecerem em casa e evitarem as reações das pessoas após a mudança de visual. “Vivemos em uma sociedade em que o cabelo é muito valorizado como elemento inerente à beleza e à autoestima”, reforçou.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), metade dos homens com até 50 anos possui calvície. Entretanto, graças aos avanços tecnológicos na área da estética, apareceram novos tratamentos – e seguem aparecendo – com abordagens ainda mais robustas. Um procedimento que tem se mostrado bastante eficaz e cresceu de forma expressiva nos últimos 10 anos é a cirurgia de transplante capilar. As técnicas mais avançadas consistem em transferir os fios de outras partes do corpo, como os da nuca do próprio paciente. 

Além desse método, existem tratamentos mais convencionais, como a ingestão de finasterida, um medicamento que evita o afinamento do cabelo antes da queda. Também entra na lista dos procedimentos tracionais o uso do minoxidil, um vasodilatador que estimula a circulação do sangue e permite que mais oxigênio e nutrientes cheguem à raiz dos cabelos.

De acordo com a dermaticista, outras alternativas para combater a calvície são as técnicas de microinfusão de medicamentos, que funciona através da aplicação direta no local da queda capilar com o intuito de fazer com que os fios voltem a crescer de forma saudável. A mesoterapia capilar segue a mesma linha de raciocínio e consiste em aplicar substâncias no couro cabeludo para estimular o crescimento do cabelo.





Fonte: iBahia