Estreia de Diniz e embalo de Luxa, além, claro, do Dérbi 201 movimentam a 24ª rodada – Futebol Interior


Campinas, SP, 15 (AFI) – O primeiro capítulo da 24ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B começa nesta quinta-feira com três jogos. CRB e Vasco, além de Cruzeiro e Operário abrem o dia, às 19 horas. Mais tarde, às 21h30, Remo e Avaí complementam.

As outras partidas foram divididas entre sexta e sábado. Ainda antes do fim de semana, oito times entram em campo com destaque para o Dérbi 201 entre Ponte Preta e Guarani, no Moisés Lucarelli, às 21h30. No sábado, três partidas encerram a rodada.


COBERTURA COMPLETA

O Portal FUTEBOL INTERIOR acompanha as Séries A, B, C e D do Brasileirão online pelo PLACAR AO VIVO e, também depois, com comentários e destaques da rodada.

Baixe também o Aplicativo – App Placar FI – tanto pelo Google Play como APP Store.

CONFIRA TODOS OS DETALHES DA SÉRIE B!


ESTREIA DE DINIZ E NENÊ?

O técnico Fernando Diniz é o novo treinador do Vasco em busca de, no mínimo, uma campanha digna no segundo turno. O comandante, que não teve sucesso e foi demitido no Santos, vive umas das últimas chances para, enfim, se consolidar. O ídolo Nenê retornou ao Cruzmlatino nesta semana, já se colocou à disposição e também pode jogar.

Fernando Diniz, logo de cara, enfrenta o forte time do CRB, no Rei Pelé, às 19 horas da quinta-feira. O Galo é o quarto colocado com 40 pontos e, antes da derrota na última rodada para o Goiás por 1 a 0, estava invicto há 11 partidas.

O Vasco é o 10º colocado com 32 pontos. Oito atrás do CRB e nove à frente do 17º, o Vitória. Quem ameaça, mesmo, a entrada no G4 são Avaí e Guarani, que tem 37. Sobre liderança, o Galo ainda precisa voar mais. O Coritiba, no topo, tem 45.

QUEM SEGURA O LUXA?

O Cruzeiro acertou com Vanderlei Luxemburgo após as passagens desastrosas de Felipe Conceição, Felipão e Mozart como treinador. A contestada contratação deu muito certo e a Raposa, sob o comando do treinador, está invicta há sete rodadas.

O Cruzeiro tem quatro vitórias e quatro empates, durante o período e subiu bastante na tabela. A “eterna” briga na zona de rebaixamento está cada vez mais distante. Para manter a pegada, a equipe recebe, na Arena do Jacaré, às 19h30 da quinta, o Operário.

O adversário, na nona colocação com 33 pontos, não triunfa há três jogos e pode ver a Raposa se aproximar. O Cruzeiro tem 29 e ocupa a 13ª colocação. Seis de distância para o Vitória.

Foto: Twitter oficial do Cruzeiro

OS IRREGULARES

A distância entre Avaí e Remo, no momento, é de sete pontos. O retrospecto recente, porém, é mais próximo. Os dois times não conseguiram embalar e sofreram com a inconsistência nas últimas oito partidas.

Avaí e Remo têm três vitórias, três tropeços e dois empates. A mesma campanha. Mais uma igualdade não é boa para ambos os lados. O Avaí não entra no G4, mesmo que provisoriamente, e o Remo se afasta da zona “preciosa”.

No Baenão, às 21h30 da quinta-feira, então, só a vitória interessa aos irregulares. O Avaí soma 37 pontos e está a três do CRB. O Remo, 30.

DÉRBI 201

Na sexta, os quatro confrontos são em horários diferentes. Brusque e Vitória duelam, na parte de baixo da tabela, às 16 horas, no Augusto Bauer. Às 19h30, o Coritiba busca abrir ainda mais vantagem na liderança contra o Vila Nova, no Couto Pereira. O Sampaio Corrêa, às 20h30, tenta diminuir a distância para o G4, diante do lanterna Confiança, no Bastistão.

O último jogo do dia é o mais esperando. Ponte Preta e Guarani, às 21h30, no Moisés Lucarelli. O Bugre venceu no primeiro turno por 1 a 0 e precisa encerrar um tabu de 12 anos, se quiser repetir o feito. Pois é, desde 2009, a Ponte não perde o Dérbi, em casa.

No domingo, três times que brigam pelo G4 e outros três, na luta pela permanência jogam. Às 16h30, o Londrina tenta melhorar o rendimento contra o CSA, no Estádio do Café e o Botafogo só pensa em continuar no G4 diante do Náutico, no Engenhão. Às 19 horas, o Goiás recebe, na Serrinha, o vice-lanterna (19°) Brasil-RS, para seguir na cola do Coritiba.

CONFIRA AS PARTIDAS DA 24ª RODADA:

Confira também:





Fonte: Futebol Interior