21.8 C
Penedo
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

História Geral: o governo de Saddam Hussein


Governo de Saddam Hussein: um resumo 

Saddam Hussein foi o governante do Iraque entre os anos de 1979 e 2003. Importantes eventos aconteceram dentro de seu governo, tanto internamente como internacionalmente. 

Assim, não é de se surpreender que questões sobre o governante, seu mandato e o seu contexto histórico sejam tão frequentes dentro dos vestibulares e da prova do ENEM.

Dessa forma, para que você se prepare corretamente, o artigo de hoje trouxe um resumo com tudo o que você precisa saber sobre o governo de Saddam Hussein.

Governo de Saddam Hussein: introdução 

Saddam Hussein assumiu o governo do Iraque no ano de 1979. Durante os 24 anos de governo, Hussein realizou importantes e drásticas mudanças dentro e fora do país. Dentre elas, podemos citar a guerra iniciada conta o Irã.

Governo de Saddam Hussein: antecedentes históricos

Antes de ser deposto pelo movimento Ba’ath, em 1958, Faisal II governou o Iraque por meio de uma monarquia, sendo o seu rei.  O regime, que perdurou por mais de 30 anos, havia sido um claro aliado do Reino Unido dentro do Oriente Médio. 

Porém, na década de 60, surge Saddam Hussein, que, aos poucos, vai se consolidando como uma liderança. Hussein recebeu o apoio direto de Hasan Ahmed al-Bakr, primeiro-ministro do Iraque à época, depois da deposição de Faisal II.

Saddam fazia parte do partido Ba’ath e, com o tempo, criou o ba’athismo, ideologia de viés nacionalista e anticolonial.

Você Pode Gostar Também:

No ano de 1979, Hassan Ahmed al-Bakr renunciou e Saddam Hussein, com quarenta e dois anos, assumiu a liderança do país, iniciando um regime considerado ditatorial e que duraria vinte e quatro anos.

Governo de Saddam Hussein: características 

Saddam declarou que, durante seu governo, o analfabetismo foi totalmente erradicado, que aconteceram melhorias na infraestrutura do país, que as indústrias se desenvolveram e que o sistema de saúde foi beneficiado com uma série de melhorias. 

Porém, todas as supostas melhoras não livraram o ditador de acusações que recebeu durante seu governo. Hussein foi acusado de utilizar torturas e de perseguir e eliminar os seus opositores.

Governo de Saddam Hussein: guerras

Devemos destacar que, durante seu governo, Saddam Hussein foi o responsável por iniciar duas grandes guerras. 

Por um lado, enfrentou os iranianos na Guerra Irã-Iraque, iniciada no ano de 1980, em que milhares de vidas foram perdidas. Por outro, Hussein ordenou a invasão do Kuwait, mas foi expulso do território devido à ajuda que o Kuwait recebeu dos Estados Unidos.

Após os atentados de 11 de setembro, o presidente dos Estados Unidos ordenou que Hussein renunciasse, o que não aconteceu. A alegação era de que Hussein protegia terroristas e que tinha no país fábricas de armas para destruição em massa.

Assim, os EUA invadiram o Iraque. Meses após a invasão, o ditador foi descoberto em um esconderijo e levado à julgamento. Julgado e condenado à morte por enforcamento, Saddam Hussein foi executado em dezembro de 2006.

Leia Também:

Está “bombando” na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br

Fonte: Notícias Concursos