21.8 C
Penedo
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Líderes dominam Seleção FI da 23ª rodada da Série B, que vem no 4-4-2 – Futebol Interior


Campinas, SP, 12 (AFI) – A 23ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B terminou no sábado e agora você confere a Seleção FI. Com goleadas por 4 a 0 e posições consolidadas no G4, Coritiba e Botafogo fizeram os maiores placares da rodada. O Goiás, que venceu o jogo mais difícil e assumiu a vice-liderança, colocou o técnico Marcelo Cabo e mais dois jogadores na seleção.

Claro que alguns nomes que se destacaram ficam de fora, como o goleiro Tadeu, do Goiás, o meia Régis, do Guarani, Marcos Júnior, do Remo, entre outros. A seleção vem formada no 4-4-2.

Goleiro
Simão (Operário-PR) – Apesar de ter chegou a três jogos de jejum de vitórias, o Operário-PR conseguiu um bom resultado neste sábado (11). Mesmo jogando fora de casa, contra o Sampaio Corrêa, no Estádio do Castelão, o Fantasma conseguiu se defender bem e voltou de São Luís com um ponto na bagagem graças ao empate por 0 a 0. Simão, goleiro do time paranaense foi um dos maiores destaques. Além de ter caído no canto certo na cobrança de pênalti que Nadson chutou para fora, ele fez diversas outras defesas importantes durante os 90 minutos.

Lateral-direito
Daniel Borges (Botafogo) – Todo o sistema defensivo do Botafogo foi seguro na goleada por 4 a 0 diante do Londrina. Daniel apoiou muito bem o ataque e não teve medo de invadir a área para finalizar e marcar um gol após bonita jogada de toques rápidos.

Zagueiro
David Duarte (Goiás) – No jogo mais difícil da rodada, o Goiás se portou bem defensivamente e soube segurar o resultado depois de abrir o placar com o CRB. David Duarte teve atuação segura, sempre bem posicionado para efetuar desarmes certeiros.

Zagueiro
Rafael Donato (Vila Nova) – Na vitória do Vila Nova sobre o Náutico, por 1 a 0, Rafael Donato deixou o campo como um dos mais participativos. O experiente jogador foi bastante acionado com as inúmeras bolas aéreas do time pernambucano, mas também foi ao ataque e testou por duas vezes com perigo à meta do Timbu. Atuação segura e que deixou o Tigre mais distante do Z4 na Série B.

Lateral-esquerdo
Carlinhos (Botafogo) – Conseguiu se adaptar bem e explorar a vantagem numérica após expulsão do jogador do Londrina. Virou praticamente um ponta e colaborou diretamente com uma assistência para Warley.

Volante
Bruno Silva (Avaí) – O Avaí foi melhor e mereceu vencer o Vasco, por 3 a 1, na Ressacada. Os catarinenses sobraram no segundo tempo, quando Bruno Silva foi um dos destaques na marcação e também como elemento surpresa na área para balançar as redes. O volante é bastante experiente e tem ajudado o Leão da Ilha a sonhar com o acesso.

Volante
Dudu (Vila Nova) – O Vila Nova respirou contra o Z4 ao vencer o Náutico, por 1 a 0, em Goiânia. E o único gol da partida saiu dos pés de Dudu, num lindo lançamento entre os adversários que encontrou Clayton. O atacante invadiu a área e finalizou cruzado, sem chances de defesa. O futebol apresentado pelo Tigre não foi o dos melhores, mas sob a liderança de Dudu, a marcação foi impecável durante os 90 minutos.

Meia
Marco Antônio (Botafogo) – Foi o jogador mais criativo do Botafogo e não teve medo de usar a habilidade. Ficou claro quando deu uma caneta no adversário e tocou para Warley marcar. Depois também foi premiado com um gol. Iniciou a jogada e entrou na área para finalizar.

Meia
Elvis (Goiás)
– Foi o melhor jogador em campo na vitória por 1 a 0 diante do CRB em briga direta pela vice-liderança. Buscou a jogada e se movimentou muito. No lance do gol, mostrou inteligência ao invadir a área e acreditar em um rebote. Finalizou rápido e fez o único gol do jogo.

Atacante
Igor Paixão (Coritiba)
– Vem se destacando e sendo opção importante ao lado de Léo Gamalho. Marcou o primeiro gol do Coritiba na goleada diante do Brusque. Na temporada, já são oito gols e cinco assistências em 33 jogos.

Atacante
Warley (Botafogo)
– Bom posicionamento e oportunismo resumem a grande atuação de Warley na goleada por 4 a 0 diante do Londrina. O atacante marcou dois gols sempre aparecendo como elemento surpresa para completar. Mesmo com o Fogão jogando com um mais, não tira o mérito do elenco, que jogou ofensivamente até os minutos finais.

Técnico
Marcelo Cabo (Goiás)
– Confronto direto pela vice-liderança e para se consolidar no G4. Esse foi o jogo que Marcelo Cabo teve diante do CRB. Cabo soube montar seu time para essa tarefa complicada e seu time foi efetivo quando teve a oportunidade, além de segurar a tentativa de reação do CRB. Vitória que dá a vice-liderança ao Esmeraldino, além de cinco pontos de vantagem para o quinto colocado Avaí.


Fonte: Futebol Interior