Luisa Sonza desabafa sobre medo de linchamento virtual e ameaças de morte


Nesta quinta-feira (2), a cantora Luisa Sonza participou do podcast PodDelas e revelou que as mensagens de ódio ainda afetam bastante a sua saúde mental. A artista assumiu que sempre que participa de um programa ao vivo, pensa no que estão falando sobre ela na internet.

“Qualquer coisa da minha vida, que está ao vivo, eu fico pensando o tempo todo que as pessoas estão me xingando muito e que a galera vai acabar comigo no outro dia. Eu tenho um monte de problema assim na minha cabeça”, desabafou a artista. 

Atualmente, Luisa faz tratamento psicológico e faz uso de medicamentos para conseguir lidar com o ódio na internet. Mesmo vivendo essa realidade difícil, a cantora disse que aprendeu a entender como as outras pessoas agem: Eu entendo que cada um entrega o que pode na vida. Se as pessoas estão me entregando isso, é porque elas não estão bem”.

Luisa sempre foi criticada nas redes sociais, seja por causa de sua voz, corpo ou clipes musicais. Porém, as mensagens de ódio se intensificaram em 2020, quando a cantora se divorciou do humorista Whindersson Nunes e assumiu o namoro com o cantor Vitão meses depois.

A partir daí, Luisa começou a passar por um linchamento virtual, no qual os fãs de Whindersson Nunes afirmavam que ela teria traído o humorista. A situação conseguiu ficar ainda pior quando o filho do piauiense faleceu dias após o nascimento e Luisa foi responsabilizada pela morte do bebê.

A cantora contou que já recebeu diversas ameaças de morte e fotos de armas, inclusive. “Processei muita gente. Tem processo de ameaças de morte. Quando a ameaça é real, tem que fazer boletim de ocorrência. Já recebi foto de arma, minha família também e eu tenho que cuidar [para evitar ataques]”.





Fonte: iBahia