Narrador e comentarista serão indiciados por injúria racial; Pena é de 1 a 3 anos de prisão – Futebol Interior


Londrina, PR, 15 (AFI) – O narrador Romes Xavier e o comentarista Vinícius Lima, da Rádio Bandeirantes Goiânia, terão que responder na Justiça sobre as falas racistas contra o meia Celsinho, do Londrina. Isso porque serão indiciados pelo crime de injúria racial.

O inquérito foi feito pelo Grupo Especializado no Atendimento às Vítimas de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Geacri), que encaminhará ao Judiciário antes do prazo limite. A pena prevista em lei é de um a três anos de prisão, além de multa.

OS CASOS

Celsinho foi vítima de racismo pela primeira vez em 17 de julho em jogo contra o Goiás. Na oportunidade, o narrador Romes Xavier e o comentarista Vinícius Lima, da Rádio Bandeirantes Goiânia usaram termos como “cabelo pesado”, “bandeira de feijão” e “um negócio imundo” para comentar do cabelo do atleta.

Uma semana depois, contra o Remo, o narrador Cláudio Guimarães, da Rádio Clube do Pará, afirmou que Celsinho ia “com seu cabelo meio ninho de cupim para bater na bola”.

Depois um terceiro caso. Durante jogo contra o Brusque, Celsinho foi ofendido com as seguintes palavras: “vai cortar esse cabelo seu cachopa de abelha”. Após a denúncia, o Brusque soltou uma nota oficial acusando o jogador de “falsa imputação de crime”. Com a repercussão negativa, o clube catarinense se desculpou.


Fonte: Futebol Interior