Penarol-AM 2 x 1 GAS-RR – Na volta de goleiro brigão, Penarol vence e confirma vaga em terceiro – Futebol Interior


Manaus, AM, 05 (AFI) – O Penarol fez a lição de casa e conseguiu o objetivo traçado antes do jogo: terminar a primeira fase da Série D do Campeonato Brasileiro na terceira colocação do Grupo 1. O Leão da Velha Serpa conseguiu isso com a vitória por 2 a 1 sobre o GAS-RR na tarde deste domingo no estádio da Colina, em Manaus, epla 14ª rodada.

Na próxima fase, a de mata-mata, o Penarol encara o 4 de Julho-PI, que terminou na segunda colocação do Grupo 2. Time amazonense faz o primeiro jogo em casa, já no próximo fim de semana, e decide fora.

O Penarol terminou a primeira fase com 24 pontos somados. O GAS, que já estava eliminado, termina na sétima posição, com nove pontos.

VOLTA DO BRIGÃO
A partida marcou o retorno de Bruno Colaço ao gol do Penarol após três meses. Ele, que estava suspenso por agredir o árbitro Dagoberto Silva Modesto (TO)  no jogo contra o Fast, no dia 19 de junho pela terceira rodada, entrou no intervalo na vaga de Bruno Fuso.

Contra o Fast – derrota por 3 a 2, após o árbitro Dagoberto Silva Modesto (TO) marcar pênalti, o goleiro, Bruno Colaço  reclamou muito da decisão e foi expulso. Após ser expulso, perdeu a cabeça, xingou e agrediu o árbitro.

Bruno Colaço voltou. Fotos: João Normando/FAF

FALTA DE ILUMINAÇÃO
Devido a falta de iluminação adequada para jogos noturnos no estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara, o Penarol mandou o jogo no estádio da Colina, em Manaus. Isto para cumprir a norma da CBF que todos os jogos teriam que ser realizados no mesmo horário, às 17h (de Brasília).

O JOGO

Já eliminado, o GAS entrou com um time mesclado com alguns garotos promovidos da equipe Sub-20 e com apenas dois jogadores no banco de reservas. Durante a semana, cinco jogadores já tinham deixado o clube: goleiro Bruno Saul, o zagueiro Pastor, o lateral-direito Tayuri “Índio”, o lateral-esquerdo Kayo Fernando e o meia Tiago Amazonense.

O Penarol partiu para cima do GAS desde o início e demorou onze minutos para abrir o marcador. Titular pela primeira vez do time amazonense, Yan Maranhão recebeu de Raílson, girou em cima da marcação e tocou na saída do goleiro Ferrari para fazer 1 a 0.

Com mais posse de bola e mais qualidade técnica, o Penarol chegou ao segundo aos 32 minutos, quando Thiago Brandão derrubou Yan Maranhão na área. Raílson cobrou a penalidade no canto esquerdo e fez o segundo do time amazonense no jogo e seu oitavo na Série D.

Aos 36, quase saiu o terceiro. Raílson puxou o contra-ataque, tocou para Felipe Tiririca que lançou o meia, mas na hora da conclusão Raílson chutou para fora.

VOLTA DO BRIGÃO
Após o intervalo, o técnico Vaguinho Santos promoveu o retorno do goleiro Bruno Colaço no lugar de Bruno Fuso, além das entradas de Diego Vitor na vaga de Raílson e Arlesson Gereca no lugar de Donovan.

Com muitas mudanças, o ritmo do Penarol diminuiu e o GAS melhorou, crando boas chances de gol. Aos 13 minutos, Chaveirinho fez boa jogada, invadiu a área e bateu no canto esquerdo, quase marcando.

PAREDÃO VOLTOU
Depois deste lance, o goleiro Bruno Colaço mostrou que está em forma e a parada pela punição não o prejudicou. Aos 14, ele salvou o Penarol em cabeçada de Ney Bala. Dois minutos depois, defendeu chute venenoso de Robinho.

Aos 22 minutos, foi a vez dele defender chute de Oriel. O GAS pressionava o Penarol, mas parava no goleiro do Penarol.

No final, porém, Colaço não pode evitar o primeiro gol do GAS. Em cobrança de pênalti, sofrido por Edinho Canutama, Bebeto marcou o gol de honra batendo forte e alto, sem chance para o goleiro.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior