Pets X fim da quarentena: veja 5 dicas de como retomar sua rotina fora de casa



A rotina imposta pelo isolamento social nos últimos semestres fez com que humanos e pets convivessem mais próximos, em uma relação intensa. Agora, com a flexibilização das medidas restritivas e do home office, boa parte das pessoas estão voltando a trabalhar e estudar fora de casa.

Em paralelo, é necessário pensar nessa ruptura entre pets e donos e nos desgastes causados aos animais, principalmente cães e gatos. De acordo com a coordenadora de Medicina Veterinária da Unime Lauro de Freitas, Aline Quintela, é importante ter cautela.

“O longo período dos tutores dentro de casa aumentou ainda mais a ligação com os pets. Com a flexibilização das medidas, os animais estão em fase de readaptação e podem sofrer com a Síndrome de Ansiedade por Separação (SAS)”, afirma.

“Essa síndrome é uma condição de ansiedade ou pânico que se manifesta em comportamentos estereotipados como latir ou uivar excessivamente, babar, urinar e defecar pela casa, além de destruir móveis, arranhar portas e janelas, e, em alguns casos, pode resultar no cachorro ou no gato se automutilando, arrancando os próprios pelos, por exemplo”, completa Aline.

Para amenizar os efeitos dessa síndrome e evitar o desenvolvimento de outras doenças associadas, a veterinária listou 5 dicas importantes para conter a ansiedade dos pets. 

  1. Não dê “tchau” com muita afetividade. Esse excesso de carinho na hora da partida pode reforçar a ansiedade;
  2. Deixe brinquedos que possam entreter o pet na sua ausência – ossinhos e brinquedos que escondem ração e pelúcias podem ajudar a diminuir o estresse;
  3. Música e aromaterapia também acalmam e podem ser utilizadas para cães e gatos ansiosos;
  4. Creches e passeadores podem ajudar, principalmente os cães mais ansiosos – eles terão outras companhias e atividades enquanto os tutores estiverem fora;
  5. Não dê nenhum tipo de calmante ou medicamento ao seu pet sem a prescrição e o acompanhamento de um médico veterinário de confiança.





Fonte: iBahia