21.1 C
Penedo
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

“Vamos correr atrás” – Futebol Interior


Florianópolis, SC, 07 (AFI) – O Figueirense viu suas chances de classificação no Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro diminuírem ainda mais após a derrota para o Ituano por 2 a 1 em Florianópolis. Mas mesmo a seis pontos do G4 e tendo só mais três rodadas pela frente, o técnico Jorginho se recusa a jogar a toalha.

“Enquanto tiver esperança, tem que seguir em frente. Temos um time de 100 anos que precisamos honrar a camisa. Quando acabar a última chance, aí sim. Enquanto tivermos chances, vamos correr atrás”, comentou o treinador.

EU ACREDITO!
O Figueirense ocupa a sexta colocação com 20 pontos, enquanto o Criciúma fecha o G4 com 26. No sábado, o clube catarinense visitará o São José às 11 horas, em Porto Alegre, pela 16ª rodada.

“Tem que ficar alerta, esperançoso. De repente as oportunidades aparecem. Temos que nos dedicar, se matar pelo clube. Todo mundo está no limite máximo. (…) Jogar a toalha não existe. Não existe aqui”, completou.

SALÁRIOS ATRASADOS?
Jorginho, no entanto, se negou a responder sobre supostos salários atrasados no Figueirense. Há informação de que os jogadores não estão com o pagamento em dia.

“Gosto de responder todas as perguntas bem claras e diretas, mas não é o momento de falar disso (salários atrasados). Temos perspectivas de classificação. Tem que direcionar a pergunta a outra pessoa”, sentenciou.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior