Vasco leva gol do Avaí com ‘Barreira Morta’ – Futebol Interior


Florianópolis, SC, 6 (AFI) – Virou moda deixar um jogador deitado atrás da barreira. Um modismo absurdo, porque a falta poucas vezes é chutada rasteira. Mas como é moda, muita gente está fazendo. Não é uma boa opção defensiva.

Um lance deste tipo aconteceu, nesta segunda-feira à noite, no jogo entre Avaí 3 x 1 Vasco. O Vasco se ferrou contra o Avaí, porque deixou 5 jogadores na barreira, mais um deitado. Foram seis mais o goleiro (7 jogadores) imobilizados. Sobraram quatro em campo. É pura matemática. Resultado: o Avaí botou mais gente na área – 5 contra 4 – e fez o gol da vitória.

Além da ineficiência da ‘Barreira Morta’ o goleiro Vanderlei errou na formação da barreira. A falta era na parte lateral da área, sem ângulo, mesmo assim ele posicionou cinco jogadores na barreira. Poderia ter posicionado três ou, no máximo, quatro. Mas imobilizou seis, com o jogador deitado.

O cobrador era Edilson, ex-Grêmio e Cruzeiro, que tem fama de ser bom batedor. Mas está bem longe de ser Neymar, Messi ou do aposentando Ronaldinho Gaúcho – que era especialista neste tipo de cobrança.

Outro detalhe: estes treinadores de hoje parece que nunca jogaram futsal. Com a ‘Barreira Morta’ fica muito fácil marcar o gol com jogadinha ensaiada na falta. Seria a ‘aposentadoria’ desta esdrúxula formação de barreira.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior