Ex-Guarani mela e Juventude se aproxima de técnico que “rebaixou” a Chapecoense – Futebol Interior


Caxias do Sul, RS, 19 (AFI) – O Juventude pode anunciar a qualquer momento seu novo treinador para a reta final do Brasileirão. Mas, diferente do que todo mundo esperava, não deve ser Umberto Louzer o substituto de Marquinhos Santos.

A negociação com o ex-treinador de Guarani, Chapecoense e Sport acabou não indo para frente. Assim, a diretoria do Juventude foi ao mercado em busca de outro nome e abriu conversas com Jair Ventura.

É isso mesmo. O Juventude pode fechar com o treinador que praticamente rebaixou a Chapecoense no Brasileirão. No início de agosto, Jair Ventura foi demitido com 9,5% de aproveitamento, sendo quatro empates e dez derrotas.

Os números ruins de Jair Ventura deixaram a Chapecoense com um pé na Série B do Brasileiro. Além disso, com exceção do Botafogo, o treinador não realizou bons trabalhos ao longo da sua carreira, passando por Santos, Corinthians e Sport sem deixar saudades.

Sem ganhar há cinco partidas no Brasileirão, o Juventude abre a zona de rebaixamento, na 17ª colocação, com 28 pontos.

POR QUÊ NÃO LOUZER?
Umberto Louzer era o plano A da diretoria alviverde, mas as partes não chegaram a um acordo em diversos pontos, conforme conseguiu apurar o Portal Futebol Interior.

O treinador gostaria de realizar um trabalho mais longo no Juventude, já pensando na próxima temporada, mas a diretoria queria alguém apenas para a reta final do Brasileirão.

Além disso, Umberto Louzer não chegou a um acordo em relação as bases salariais e também seria impedido de levar seus seus dois homens de confiança – o auxiliar Gabriel Remédio e o preparador físico Marcelo Rohling. Tudo isso fez o treinador recuar do acerto.

Tanto é que, para acertar com o Juventude, Jair Ventura precisou limitar a sua comissão técnica em apenas um auxiliar e um analista de desempenho.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior