Santos 0 x 2 América-MG – Nem torcida impediu mística de técnico novo no Coelho – Futebol Interior


Santos, SP, 23 (AFI) – Mesmo apoiado por mais de oito mil torcedores, o Santos perdeu para o América-MG, por 2 a 0, neste domingo à tarde, na Vila Belmiro pela 28.ª rodada do Campeonato Brasileiro. No final do jogo a torcida vaiou, mas segundos tempos gritou o nome do clube que , cada vez mais, vai precisar de apoio para sair de uma situação delicada.

O time paulista sofreu um gol de pênalti nos acréscimos do primeiro tempo, quando teve Jean Mota expulso, e levou o segundo gol logo no primeiro minuto da etapa final. Esta inesperada derrota pode deixar o Santos dentro da zona de rebaixamento ao término da rodada.

Com 29 pontos, em 16.º lugar, o Santos pode ser superado por três clubes: Bahia (28), Sport (27) e Grêmio (26). De outro lado, o América-MG deu um salto na tabela, saindo do 13.º para o nono lugar com 35 pontos. Está perto de garantir sua permanência na elite em 2022, porque calcula precisa de mais oito pontos, chegar aos 43 pontos, nos próximos 10 jogos. Uma situação confortável neste momento.

O time mineiro comemorou a estreia positiva do técnico Marquinhos Santos, que substituiu Vagner Mancini após ele ir para o Grêmio. Valeu a mística de que com técnico novo o time sempre ganha.

EQUILÍBRIO
O primeiro tempo foi bastante equilibrado, tanto que cada time teve 50% de posse de bola. Cada time também teve uma grande chance para abrir o placar, mas foram vencidos pelos goleiros. Nos acréscimos, tudo mudou. Um contra-ataque, pênalti e gol do Coelho, com Ademir. Sexto gol dele, artilheiro do Coelho no Brasileirão.

O Coelho teve a primeira chance aos cinco minutos, quando João Paulo saiu jogando errado pela lateral e fez o passe para Alê. Ele ligou para Juninho no meio da área e após a finalização sofreu o bloqueio de João Paulo, que se recuperou da jogada.

PEIXE REAGE
O Santos só equilibrou as ações no meio-campo perto dos 20 minutos. Quase abriu o placar aos 29 minutos, quando Marinho arriscou o chute de fora da área e o goleiro Matheus Cavichioli saltou para espalmar. Um verdadeiro milagre. O Peixe ainda teve um chute de frente de Carlos Sánchez, mas para fora.

O jogo começou a mudar aos 41 minutos, quando o volante Camacho dividiu uma bola e sentiu uma músculo da perna. Ele deixou o campo de maca e chorando de dor. Em seu lugar entrou Jean Mota, que pode ser negociado com um time americano ainda nesta semana.
TUDO NO FINAL
Parecia que o empate seria o resultado parcial, porém, aos 45 minutos tudo mudou. Matheus Cavichioli defendeu uma bola e lançou o ataque com os pés. A bola pegou a defesa desarmada e o rápido Ademir saiu em disparada. Perto da área ele foi agarrado por Jean Mota e o ato se estendeu até dentro da área.

Cumprindo a regra, que obriga marcar pênalti no final da ação, o árbitro confirmou a falta e ainda expulsou Jean Mota, que era último homem e impediu o avanço do atacante mineiro em direção ao gol.

Apesar das reclamações, o pênalti foi confirmado até pelo VAR. Na cobrança, Juninho deu uma paradinha e bateu seco no canto esquerdo de João Paulo. O goleiro até saltou, mas a bola saiu em velocidade e impediu a defesa aos 48 minutos.

MUDANÇAS E GOL
Na volta dos vestiários, o Santos voltou com duas novidades. Entraram Madsom e Guilherme Santos nos lugares, respectivamente, de Pará e Carlos Sánchez.

Mas o futebol não perdoa vacilo e o goleiro João Paulo saiu da pequena área para dar um soco na bola e ela caiu nos pés de Alê. Ele ajeitou e bateu de pé esquerdo para marcar o segundo gol logo no primeiro minuto.

SEM FORÇA
Apesar das tentativas de deixar o Santos mais ofensivo, o técnico Fábio Carille viu seu time incapaz de superar o sistema de marcação americano, que também aproveitava bem o fato de ter um jogador a mais.

Aos 19 minutos, Marinho arriscou falta de longe, a bola quicou e bateu no peito do goleiro Cavichioli e saiu do lado. Outra tentativa aconteceu aos 29 minutos, desta vez num chute de longe de Lucas Braga para bela defesa de Cavichioli.

PRÓXIMOS JOGOS
Na 29.ª rodada, o Santos vai enfrentar o Fluminense, na próxima quarta-feira, às 19 horas, de novo na Vila Belmiro. O América-MG só volta a campo no outro sábado (30) diante do Fortaleza, às 21 horas, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG).

Confira também:





Fonte: Futebol Interior