Aos prantos, Carol Portaluppi revela pressão nas redes sociais e pede empatia – Futebol Interior


Rio de Janeiro, RJ, 09 (AFI) – A má fase do Flamengo respingou até em Carol Portaluppi. Na tarde desta terça-feira, a filha do técnico Renato Gaúcho postou uma sequência de stories do Instagram falando sobre a pressão que vem recebendo nas redes sociais.

Carol Portaluppi aparece chorando e disse ter ficado um pouco distante das redes sociais nos últimos dias justamente por conta dessa pressão. A filha do treinador também deixa claro que sua saúde mental não está boa e pede empatia aos torcedores.

Minutos antes de fazer o desabafo, Carol Portaluppi postou uma foto na praia e a publicação foi tomada por comentários, como: “Vai lá no CT pra ver se o Gabigol acorda pra vida”, “Teu pai fazendo merda, e você fazendo graça” e “Manda teu pai sair do meu Flamengo pelo amor de Deus”.

CONFIRA ABAIXO O QUE FALOU CAROL PORTALUPPI

Bom dia, boa tarde, boa noite, onde vocês estiverem. Bom gente, eu fiz um stories aí, achei que ficou muito grande. Queria tentar dar uma resumida. Então vamos lá, vou ver se consigo resumir um pouco.

É um assunto muito importante pra mim, então por favor assistam, não pulem. Eu estou sofrendo uma pressão muito grande na internet. Eu entendo todo mundo, entendo todos os torcedores, de todas as torcidas, eu fui criada no meio do futebol, eu sei como é a zoeira, sei como é a pressão, sei como são as coisas, não é novidade para mim.

Mas estou me sentindo muito pressionada na internet, estou até distante, acho que é bem nítido isso, eu não gostaria de ficar distante, até porque eu trabalho na internet. Mas assim, minha saúde mental não está legal. Eu sou uma pessoa como qualquer outra. Queria que vocês não confundissem tanto as coisas.

Na hora de comentar qualquer coisa, pensar, eu sei que as vezes a gente fala de cabeça as coisas, mas tem um ser humano que lê. Bom, basicamente é isso gente. Eu estou pedindo empatia. Tem horas que parece que não vai dar mais, que eu não vou aguentar.

Quem me conhece melhor, pra quem chegou agora, eu sou uma pessoa completamente normal, não faço mal a ninguém. Sei lá, não tem o que falar pra pedir empatia para as pessoas. Desculpa também estar fazendo esses stories.

Para resumir, para acabar, é muito exaustivo, cansativo, muita pressão lidar com tudo isso, com tanta gente falando, apontando, falando coisas que machucam, sendo que na grande maioria das vezes eu não tenho culpa. Acho que é isso. A minha maior mensagem aqui é pedir empatia porque tem outra pessoa atrás da tela, no caso sou seu, que tem sentimento. Fico muito triste em ver muita coisa na internet.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior