Cena de novela? Árbitro dá tapa na orelha de técnico que dá aquela ‘forçada’. VEJA! – Futebol Interior


Florianópolis, SC, 11 (AFI) – O primeiro jogo da decisão da Copa Santa Catarina, que foi realizado na noite desta quarta-feira (10), no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul, que terminou com o empate sem gols entre Juventus-SC e Figueirense, reservou uma cena, no mínimo, inusitada.

Isso porque, depois de duras reclamações por uma falta marcada aos 30 minutos do primeiro tempo, o árbitro responsável pela partida Heber Roberto Lopes foi até o técnico Jorginho, do Figueirense, para conversarem frente a frente a acalmar os ânimos do comandante.

Porém, depois de um comprimento entre os dois, Heber acabou dando um tapinha bem de leve na orelha do comandante, que demorou um pouco, mas depois mostrou insatisfação, olhando para o quarto árbitro. Depois da partida, em entrevista coletiva, Jorginho colocou panos quentes na situação e mostrou admiração pelo árbitro.

“Eu tenho 56 anos. Desses 56, tenho 21 como jogador. O Heber deve ter apitado uns cinco ou seis anos dos meus jogos. Talvez eu saí um pouco do meu normal com o quarto árbitro, e ele veio conversar comigo e falou: “Velhinho, segura a onda aí”. E foi tranquilo. Ele é um dos melhores árbitros. Tenho um respeito grande por ele. Ele é sensacional. Eu não fico irritado com certas coisas, ele é um dos melhores árbitros. Não aconteceu nada demais. Só conversamos para continuar com a nossa amizade. É uma pena que esteja parando”, disse o treinador.

Agora, as duas equipes voltam a se enfrentar na próxima segunda-feira (15), às 15h, desta vez na casa do Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli para decidir o torneio estadual que vale uma vaga na Copa do Brasil de 2022 e uma bonificação de R$ 600 mil em dinheiro. Como fez melhor campanha, o time mandante terá a vantagem de jogar por mais um empate.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior