Globo lança Mães do Brasil, coprodução com Favela Filmes e KondZilla



Inspirada no projeto social ‘Mães da Favela’, da Central Única das Favelas (CUFA), produção mostra histórias inspiradoras de seis mães diante do desafio de sobreviver na pandemia e destaca a importância das redes de apoio para as famílias

Com coprodução com Favela Filmes e KondZilla, a Globo lança o documentário “Mães do Brasil”. A produção, que conta com a Central Única das Favelas (CUFA) como parceira, está prevista para ir ao ar em 1º de dezembro.

Destacando o quanto são fundamentais para essas famílias as redes de apoio desenvolvidas em suas comunidades, a produção mostra histórias inspiradoras de chefes de família mobilizadas pela vontade de realizar seus sonhos e, sobretudo, pelo amor a seus filhos. Além de serem mães, a maioria solo, que vivem em diferentes favelas do país, essas mulheres têm em comum a luta pela sobrevivência aliada às ações de solidariedade, que as ajudaram em um cenário que se tornou ainda mais difícil com a pandemia..

Coproduzido através da união de equipes de audiovisual da KondZilla e da Favela Filmes, nova empresa do Grupo Favela Holding, em parceria com a CUFA, o especial conta com direção de Kelly Castilho e John Oliveira e roteiro de Maria Shu. “Vamos mostrar a potência que são essas mulheres e a grandiosidade do amor que carregam pelos seus filhos e por si próprias em tempos tão difíceis. Ao mesmo tempo em que fazem de tudo para que nada falte em casa, elas também estão unidas pelos sonhos que cada uma carrega de uma vida melhor. É uma força maior que tudo”, ressalta a diretora Kelly Castilho.

“São seis mulheres que, com seus testemunhos inspiradores, representam o Brasil e sua diversidade. Em meio às dificuldades, existem realizações muito importantes na vida dessas mães que ajudam a gente a entender a importância da figura feminina que está à frente de tantos lares brasileiros”, destaca o diretor John Oliveira, diretor e sócio fundador da Favela Filmes, empresa de audiovisual do Grupo Favela Holding, que tem como parceira social a CUFA. 

“O projeto ‘Mães da Favela’, da CUFA, surgiu da necessidade de se fazer uma grande ação humanitária diante da tragédia da pandemia que acometeu as favelas e, principalmente, as mães desses territórios. Com a distribuição de cestas básicas, de chips, transferência de renda, entre outras ações, a gente percebeu que, para além daquele sofrimento, havia vida, alegria, potência e uma extrema resiliência ali. Inspirados nessas histórias, resolvemos juntar a Favela Filmes com a KondZilla e mostrá-las para o mundo através do especial ‘Mães do Brasil’”, explica Celso Athayde, fundador da CUFA e da Favela Filmes.





Fonte: iBahia