Nova diretoria do Treze terá desafios com a parte financeira e falta de calendário – Futebol Interior


Campina Grande, PB, 15 (AFI) – Após tomar posse neste sábado, a nova diretoria do Treze Futebol concedeu entrevista coletiva. E o o presidente do Galo da Borborema, Olavo Rodrigues, e o vice, Artur Bolinha falaram dos grandes desafios que o clube terá pela frente. E começando pelos financeiros. 

“Estamos satisfeito em poder comandar o clube que tem a maior torcida da Paraíba 40% dos paraibanos  torcem pelo Treze. Vamos fazer uma reunião na próxima segunda-feira, e vamos tomar pé da situação. Não fazer promessas fantasiosa. Vamos obter informações da realidade do Treze” disse o presidente do Galo que prometeu para quarta ou quinta-feira que vem anunciar a nova comissão técnica, tendo em vista que o estadual começa dia 26 e o clube precisa montar o elenco logo e iniciar a pré-temporada. 

DÍVIDAS PREOCUPAM

No entanto, o que mais pode tirar o sono da nova diretoria do Treze são as dívidas.

“Teremos que sanear o clube. São 317 processos na Justiça, certa de R$ 1.8 milhão em empréstimos; temos uma dívida gigantesca com clube do Rio Grande do Sul, de R$ 6 milhões, por conta do contrato com o jogador Marcelinho Paraíba e vamos ter que administrar isso. Temos  um passivo trabalhista enorme e o passivo da Fazenda Nacional; e nesta semana foi procurado por um empresário da área de locação de imóveis que  me falou que o Treze deve a R$ 420 mil”, relatou o presidente do Galo. 

UNIÃO FUNDAMENTAL

No entanto Olavo pede a união de todos no clube, diretoria, conselheiros e torcedores para superar isso.

“Quando da outra vez que  assumi o clube, vez não quis saber quem tinha colocado pedras no meio do caminho. Quero agora saber quem vai juntar a mim ao Bolinha (vice) e ao Targino (presidente do Conselho), e unirmos todos  para tirarmos essas pedras do caminho para o Treze avançar. Vamos trazer coisas positivas para o clube e  reunir esforços”, convocou o dirigente. 

Sobre o trabalho para 2022, Olavo disse que a direção que assumir já tem tudo alinhavado e depois de reiterar que anuncia quarta ou quinta a nova comissão,  frisou que a partir de agora, embora o presidente e quem decida todos, vice, presidente do conselho, atuarão em conjunto.

“As definições não serão só de uma cabeça. Mas em conjunto pois  precisamos estar em sintonia para ter uma possibilidade menor de erro daqui em diante”, frisou o presidente. 

Prejuizos e Foco no estadual 

ESTADUAL É O FOCO

Olavo Rodrigues disse que infelizmente o Treze estará de fora das competições nacionais em 2022 e isso representa preuizos para o clube e que o foco agora é 100% o estadual.

“Vamos ficar de fora da Copa do Brasil que representa R$ 1 milhão, e da Copa do Nordeste, mais R$ 1,5 milhão, além da Série D (Brasileiro). Infelizmente temos uma competição só que estadual de quatro meses. É só uma chance e nós não podemos desperdiçar. E evitar que  evitar  o clube não chegue mais essa situação, mas não vamos olhar o passado”. Precisamos do torcedor e o amor que ele tem pelo clube será muito importante para colocar o clube no lugar onde merece”, finalizou.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior