Time da Série B é denunciado pelo STJD por injúria racial – Futebol Interior


Pelotas, RS, 11 (AFI) – Na próxima quinta-feira, o Brasil de Pelotas será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por discriminação racial praticada pelo torcedor Douglas Menezes Jorge contra o zagueiro Sandro, do Brusque.

Durante o jogo realizado no dia 29 de setembro, pela 27ª rodada da Série B do Brasileiro, Douglas Menezes Jorge chamou Sandro de “negro desgraçado”. O torcedor acabou sendo preso em flagrante pela polícia presente no Bento Freitas, em Pelotas.

Brasil de Pelotas e o torcedor serão julgados pela Quarta Comissão Disciplinar do STJD no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que diz “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”.

Diferente do que aconteceu com o Brusque, o Brasil de Pelotas não corre o risco de perder pontos. O máximo que vai acontecer é receber uma multa de R$ 100 mil. Já o torcedor corre o risco de ficar proibido de entrar no Bento Freitas por 720 dias.

VOCÊ LEMBRA?
Vale lembrar que o Brusque foi punido com a perda de três pontos depois de um conselheiro ter ofendido o meia Celsinho com palavras racistas durante o jogo contra o Londrina, no Augusto Bauer, no dia 28 de agosto, pela 21ª rodada.

O Brusque demorou para tomar uma providência e chegou a duvidar da acusação de Celsinho, mas acabou voltando atrás após a repercussão negativa. O recurso do clube catarinense para recuperar os três pontos ainda não foi julgado pelo STJD.

Confira também:





Fonte: Futebol Interior