23.3 C
Penedo
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -


Todo texto escrito nesse blog é de responsabilidade do seu autor, não significando necessariamente o pensamento deste site.

Vereador de Porto Real do Colégio afirma ter devolvido dinheiro de Auxílio Emergencial

O Tribunal de Contas da União (TCU), divulgou na sexta-feira, 05 de novembro, uma relação com os nomes dos vereadores, prefeitos e vice-prefeitos que concorreram aos cargos eletivos no último pleito eleitoral de 2020, declarando uma soma de bens que ultrapassaram os R$ 300 mil reais, porém, ainda assim, foram capazes de receber o Auxílio Emergencial do Governo Federal, benefício que deveria chegar somente para aqueles que viveram dias de desespero tendo que ficar sem trabalhar por força da pandemia.

No município alagoano de Porto Real do Colégio, os vereadores Leaudo Alves Vilela que teve soma de bens equivalente a R$ 490.000,00 (Quatrocentos e noventa mil reais) e José Ricardo de Oliveira Filho, que teve declarado R$ 301.615,00 (Trezentos e um mil seiscentos e quinze reais), foram citados pelo TCU como vereadores eleitos em Porto Real do Colégio que receberam Auxílio Emergencial durante a pandemia provocada pelo novocoronavírus.

Em contato por meio de um amigo em comum, o vereador Ricardo de Oliveira Filho (Ricardo de Zé Alagoano – PP), informou que os valores creditados em seu nome, não foram sacados, e assim, devolvidos à União. Em suas redes sociais o vereador Ricardo de Zé Alagoano, também salientou que o fato estava sendo compartilhado, no entanto, trazia as provas de que não sacou o dinheiro do auxílio, portando, não protagonizou nenhum ato que lhe macule a imagem.