Preço da gasolina sobe 46% no ano de 2021


De acordo com informações divulgadas na manhã desta segunda-feira (3) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina vendida nos postos do país avançou 46% no acumulado de 2021. Em algumas cidades o valor máximo chegou a bater quase R$ 8,00.

O levantamento é realizado semanalmente pela agência, e nessa última edição  apontou que o preço médio do litro da gasolina passou de R$ 4,517 entre 27/12/2020 a 02/01/2021 para R$ 6,618 no mesmo período deste ano.

Já o valor médio do litro do etanol registrou alta de 58% no ano passado. O preço do combustível foi de R$ 3,180 para R$ 5,063 no mesmo período. Na semana, a queda foi de 0,31%. Entre o começo e o fim de 2021, o valor médio do litro do diesel foi de R$ 3,675 para R$ 5,336, o que representa uma alta de 45%.

A explicação que a própria Petrobras deu para o aumento dos preços dos combustíveis está em vários fatores, mas, principalmente, no valor do petróleo e no câmbio. “ Os ajustes refletem também parte da elevação nos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente ao crescimento da demanda mundial, e da taxa de câmbio”, afirma a empresa.

Possível privatização da Petrobras

Você Pode Gostar Também:

Para o Governo Federal , uma possível solução para os preços alarmantes dos combustíveis seria a privatização da Petrobras. Sobre isso, Bolsonaro confirmou que tem conversado com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre o futuro da empresa energética e a opção de privatização, hipótese que ele admitiu ser “complicada.”

Ainda sobre a privatização da empresa, Bolsonaro afirmou que o processo “não é só botar na prateleira” e alfinetou a “burocracia” envolvendo a aprovação da privatização completa de estatais, afirmando que teria “privatizado muito mais” se não fosse necessária a aprovação da Câmara dos Deputados.

Além disso, Jair Bolsonaro voltou a criticar o cálculo do ICMS e o “beneficiamento” dos estados com o aumento do combustível. “A forma de calcular o ICMS é injusta. O ganho de governadores, toda vez que há reajuste no combustível, é muito grande”, afirmou.

Estimativa para o preço da gasolina em 2022

A gasolina foi a principal “vilã” para a inflação no Brasil em 2021, e como alega a Petrobras, o preço vai depender do comportamento do dólar e da variação do barril do petróleo no mercado internacional. O último reajuste nos preços dos combustíveis realizado pela refinaria foi feito em dezembro, quando o litro da gasolina recuou 3,13%, para R$ 3,09.

Desde 2016, a Petrobras passou a adotar para suas refinarias uma política de preços que se orienta pelas flutuações do preço do barril de petróleo no mercado internacional e pelo câmbio. Portanto, se essas duas variáveis sobem, a estatal promove um aumento do preço dos combustíveis nas refinarias.

Outra alternativa adotada pelo presidente, é negociar com o Congresso para fazer com que cada um dos 26 Estados brasileiros  fixem um valor nominal para o ICMS, imposto incidente sobre os combustíveis, inclusive a gasolina.

Está “bombando” na Internet:

Fonte: Notícias Concursos