Prefeitura de Maceió aprova passaporte da vacina e monta força-terefa para fiscalizar

O aumento dos casos de Covid-19 em Alagoas motivou uma reunião entre secretários municipais de Maceió e representantes do setor produtivo e a criação de um plano de contingência para reduzir o contágio da doença na capital. Entre as medidas estão a exigência do passaporte da vacina nos estabelecimentos comerciais e a ampliação da frota…

O aumento dos casos de Covid-19 em Alagoas motivou uma reunião entre secretários municipais de Maceió e representantes do setor produtivo e a criação de um plano de contingência para reduzir o contágio da doença na capital.

Entre as medidas estão a exigência do passaporte da vacina nos estabelecimentos comerciais e a ampliação da frota de ônibus do transporte urbano para evitar aglomerações.

De acordo com Cleydson Moura, Secretário Executivo da Prefeitura de Maceió, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) além de ampliar o número de ônibus nos horários de maior fluxo, vai exigir que as empresas realizem a sanitização dos veículos a cada viagem.

As equipes da Prefeitura também vão fiscalizar os estabalecimentos. Os comerciantes serão orientados a cobrar o cartão de vacina dos clientes para autorizar sua entrada, assim como o uso de máscara.

Os restaurantes e bares que oferecem música ao vivo farão as mesmas exigências. Além disso, o acesso será limitado ao número de mesas de cadeiras e estas obedecerão a uma distância segura.

Moura disse ainda que a ocupação de cadeiras e mesas nas praias também será limitada.

O município criou uma força-tarefa para fiscalizar as práticas em Maceió, que terá caráter educativo, nesse primeiro momento. Blitze serão realizadas por equipes da Vigilância Sanitária, SMTT, Guarda Municipal e Semscs e a Prefeitura não descarta a possibilidade de tomar atitudes mais enérgicas, caso haja descumprimeito dos protocolos, a exemplo do fechamento dos estabelecimentos.

Fonte: Alagoas24horas