Polícia prende integrantes de culto que amputava partes íntimas de seguidores


Sete homens foram presos por comandarem cultos nos quais os membros têm partes íntimas do corpo amputadas em transmissões ao vivo. Os procedimentos foram realizados no porão de um apartamento em Finsbury Park, no norte de Londres, na Inglaterra. As amputações eram exibidas em um canal adulto pay-per-vier e anunciado por meio de uma conta no Twitter.

Na operação, a polícia prendeu um  norueguês de 44 anos que mora no endereço e seis outros homens. Os integrantes do grupo, submetem-se à castração e se identificam como eunucos, supostamente de forma voluntária.

Eles são conhecidos como “nullos” — abreviação de anulação genital — e se encontram em fóruns online. O líder do grupo se descreve como “The Eunuch Maker” (Fazedor de Eunucos) e dirige uma produtora de filmes. Acredita-se que ele próprio tenha sofrido uma amputação.

“Foi tudo muito bizarro, havia policiais do lado de fora do apartamento por alguns dias. Eles estavam colocando tudo em sacos plásticos – pareciam computadores e laptops”, disse um vizinho, segundo o “Sun”.





Fonte: iBahia