Cartão por aproximação: saiba como evitar golpes


De acordo com a Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços), uma em cada quatro transações comerciais envolvendo cartões de crédito é feita por aproximação. Previsões apontam que, até o fim de 2022, esse tipo de serviço represente pelo menos metade de todas as transações por cartão no país.

A praticidade do pagamento feito com o cartão de aproximação explica seu relativo sucesso. Compras de até R$ 200 podem ser feitas por aproximação sem que haja necessidade de que a senha seja digitada.

Apesar desse sucesso, as reclamações de golpes e fraudes relacionados com a tecnologia têm sido cada vez mais crescentes. De acordo com o Procon-SP, durante os meses de novembro e dezembro foram registradas num total de 80 queixas, enquanto os meses de janeiro e fevereiro viram esses números subirem para 98 reclamações.

O golpe mais comum é aquele no qual o criminoso passa uma máquina de pagamento ao lado do bolso, bolsa ou casaco da vítima. Nesses casos, a pessoa está distraída e não percebe o golpe.

Existem algumas formas de evitar esses golpes. Entre elas estão:

 

Evitar deixar o cartão em locais vulneráveis

Guardar os cartões em bolsos, casacos, bolsas ou semelhantes diminuirá consideravelmente os riscos de cair nesse tipo de golpe.

 

Use capas protetoras específicas

Existem capas feitas de fibra de carbono, plástico e alumínio que prometem proteger o cartão dos golpes bloqueando o sinal e impedindo a comunicação com a maquininha. Nesse caso, o pagamento só poderia ser efetuado ao tirar a capinha protetora. Um bom teste para ver se o dispositivo realmente funciona é tentar fazer um pagamento aproximando o cartão com a capinha da máquina. Caso não haja comunicação é porque o dispositivo realmente funciona.

 

Deixe o celular habilitado para notificações

Ao deixar o celular hablitado para receber notificações de suas movimentações financeiras com o cartão, caso acontece algum golpe você logo será notificado.

 

Fique atento ao valor digitado na máquina e verifique seu extrato

Quando você tem que inserir o cartão é mais fácil ver o vaor digitado na maquina. Ao fazer a aproximação, geralmente a maquina fica virada para o vendedor, dificultando a visualização do valor; existem casos em que o consumidor até mesmo dá o cartão para o vendedor aproximar. Cuidado, peça para ver o valor digitado ou então peça o extrato ou observe a notificação da compra no celular e confira o valor.

 

Caí no golpe, o que fazer?

Nesse caso a orientação é entrar em contato com o banco o mais rápido possível. O banco então deverá abrir um processo de contestação com a finalidade de verificar se houve ou não fraude.

De acordo com o código de defesa do consumidor, a instituição financeira tem que reembolsar o valor. No caso de isso não acontecer o consumidor terá que contactar o procon. É possível também buscar a justiça.

 

Habilitando e desabilitando o serviço

É importante que o consumidor saiba que o cartão só pode ter a função de aproximação caso o consumidor peça a habilitação. Caso peça a habilitação também é possível solicitar a desabilitação do serviço quando quiser.

 

Confira também: MEI: Conheça a nova opção de cartão de crédito para empreendedores

 

Veja o que é sucesso na Internet:

Fonte: Notícias Concursos