Como ser uma pessoa mais assertiva?


Você quer ser uma pessoa mais assertiva, mas ainda tem muitas dúvidas no dia a dia e esse objetivo parece muito longe? Primeiro, respire fundo. Não dá para mudar uma forma de ser da noite para o dia.

É necessário paciência, respeito aos limites pessoais e buscar um autoconhecimento que se desenvolve a cada dia.

Apenas depois disso é que se torna viável, de fato, conseguir tomar melhores decisões e garantir o crescimento pessoal e profissional.

E como almejamos que você atinja esses resultados, fizemos este conteúdo informativo para você. Acompanhe para saber mais!

Como ser uma pessoa mais assertiva?

Para ser uma pessoa mais assertiva é necessário lançar um olhar atento para si mesmo. Será que você tem ouvido as outras pessoas? Você sabe quais são os seus pontos fortes e fracos? Tem consciência das suas emoções, ou deixa que elas mandem em você? Pense sobre tudo isso e, em seguida, parta para as nossas considerações:

1. Saiba ouvir as pessoas

A escuta ativa será a sua aliada na hora de ser uma pessoa mais assertiva. Sabe por quê? Porque quando escutamos, o que os outros nos falam, temos muito mais subsídios para tomar decisões inteligentes nas mais diversas situações.

Por exemplo, se você não escuta uma proposta de fato, como poderá tomar uma decisão que seja coerente? Como saberá se a proposta é interessante para você, ou não?

Por isso, comece a exercitar a paciência e não seja aquele tipo de pessoa que não ouve ninguém. Mas sim, saiba ficar calado enquanto outra pessoa fala e preste atenção em cada palavra que ela usa para se comunicar.

2. Analise as situações sem estar emocionalmente desequilibrado

Quando você precisar ser uma pessoa mais assertiva, mas estiver com o emocional abalado, dê um tempo para si.

Infelizmente, às vezes as emoções ficam tão desequilibradas que acabamos tomando decisões de “cabeça quente”, nos arrependendo mais tarde.

Portanto, nada de partir para a decisão com base em uma irritabilidade, medo ou tristeza. O ideal é esperar a “tempestade emocional” passar para, então, tomar uma atitude mais coesa.

3. Coloque prós e contras na ponta do lápis

Com as emoções mais organizadas, é hora de colocar na ponta do lápis os prós e contras de cada escolha. Faça isso sem pressa, para que seja possível analisar as circunstâncias com muito cuidado e atenção.

Coloque tudo em uma “balança imaginária” e lembre-se, ainda, de considerar o médio e o longo prazo – e não apenas o hoje, ok?

4. Aprenda com os seus erros e seja responsável pelo o que faz

Aprenda a se responsabilizar e a reconhecer os seus erros. Depois disso, comece a absorver os ensinamentos e conhecimentos que os erros têm apresentado para você. Assim você cria subsídios e conhecimentos poderosos que poderão ser usados mais tarde, quando decisões semelhantes surgirem.

Sendo assim, nada de culpar outros pelos seus erros! Aprenda a assumi-los para, dessa forma, realmente aprender e estar atento a esses erros em outras circunstâncias.

Afinal, se você jogar a culpa em outra pessoa, poderá repetir o erro mais tarde, não sendo uma pessoa assertiva, sem sequer perceber. Cuidado!

Veja o que é sucesso na Internet:

Fonte: Notícias Concursos