Justiça condena acusados de matar jovem que saiu de casa para comprar fraldas em Arapiraca

A Justiça condenou os acusados de atirarem no jovem Kaik Magno Pereira de Farias, de 27 anos, em março do ano passado, quando sofreu um assalto ao saiu de casa para comprar fraldas para a filha, no Povoado Pau Ferro das Laranjeiras, na zona rural de Arapiraca. A dupla foi condenada pela 9ª Vara da…

A Justiça condenou os acusados de atirarem no jovem Kaik Magno Pereira de Farias, de 27 anos, em março do ano passado, quando sofreu um assalto ao saiu de casa para comprar fraldas para a filha, no Povoado Pau Ferro das Laranjeiras, na zona rural de Arapiraca.

A dupla foi condenada pela 9ª Vara da Comarca de Arapiraca por latrocínio e um dos acusados recebeu a pena de 33 anos e quatro meses e o outro  41 anos e oito meses.

O caso – Kaik Magno Pereira de Farias saiu de casa em uma motocicleta para comprar fraldas para a filha e foi abordado pelos criminosos, que estavam armados e o obrigaram a parar o veículo.

Um dos acusados, Paulo Victor, teria sacado o revólver e exigido que a vítima entregasse a moto, o celular e a carteira. Após pegar os pertences, Paulo Victor teria assumido a direção do veículo e entregado a arma a Cícero, que sentou no banco de carona.

Kaik Magno teria corrido para a direção oposta para fugir dos acusados, foi quando Cícero efetuou um disparo que atingiu o tórax da vítima.

O jovem caiu no chão ferido e a dupla decidiu deixar a motocicleta e fugiram a pé, levando apenas a carteira e o celular. O celular foi vendido e a carteira com os documentos foi jogada na fossa de uma casa no Vale da Perucaba.

Kaik chegou a ser socorrido por populares e encaminhado ao Hospital de Emergência do Agreste, mas não resistiu e morreu na unidade.

Fonte: Alagoas24horas