Novato? Conheça 7 experiências para viver Salvador pela primeira vez



Foto: Divulgação

Conhecer Salvador é um sonho de muitas pessoas. Mas, chegando aqui, o desafio mesmo é escolher os principais lugares para você conhecer. Não tem jeito, a capital baiana tem inúmeros roteiros e possibilidades que agradam diferentes estilos e bolsos. E como a nossa capital está completando 473 anos, o iBahia resolveu fazer um roteiro de experiências que você precisa vivenciar chegando por aqui. É novato? Então, você está no lugar certo! Confira:

Fortes históricos

Antes de ser uma cidade com muitas praias, Salvador foi uma cidade militar, sabia? Como primeira capital do Brasil, um bom esquema de segurança era essencial na época para proteger a sede do governo português. Até sua localização (cidade alta e baixa) foi escolhida pensando nisso. E esse legado permanece até hoje. O que mudou foi a adaptação das estruturas, que se tornaram pontos turísticos imperdíveis. Se você é novo, comece pelo básico. Vá até o Farol da Barra (Forte do Santo Antônio), Forte Santa Maria, Forte São Diogo e Forte Monte Serrat. Um fica atrás do outro literalmente. Lá você pode desfrutar de boas cafeterias, shows e conhecer um pouco sobre a história nos museus que ficam nos espaços. Ah! A vista desses lugares são incríveis, então essa é uma das passagens obrigatórias. O Por do Sol então nem se fala! 

Praias
Dito isso, vamos falar de praias. Aqui as experiências são beemm tranquilas. Isso porque boa parte das praias da capital possuem águas calmas. Mas, fique atento as indicações do Corpo de Bombeiros, combinado?! Nossas dicas são de praias mais procuradas. Então, veja o que fica mais perto de você e aproveite. As praias são: Porto da Barra, Farol da Barra, Buracão, Jaguaribe, Itapuã, Gamboa, Amaralina, Stella Mares e Praia do Flamengo. Ps: comer um queijinho é quase obrigatório. 

Loreto fica na Ilha dos Frades (Foto: Divulgação)

Pelourinho
Vir em Salvador e não ir ao Pelourinho é o mesmo que Romeu sem Julieta. Ou como dizemos por aqui ‘Acarajé sem Vatapá’. Este famoso conjunto arquitetônico colonial e barroco tem inúmeras atrações em um só lugar. Só que é raiz mesmo para saber dos detalhes. Então se liga no passo a passo abaixo: 

  • Suba o Elevador Lacerda, tome sorvete de Cajá na ‘Cubana’ e vá caminhando até a Cruz Caída. Lá você pode admirar a vista e claro, conhecer mais sobre o carnaval no museu que tem o mesmo nome (Museu do Carnaval)
  • Depois passe no Cruzeiro de São Francisco para admirar a igreja construída com ouro. Se você curte bebida alcóolica, então faça uma parada no ‘Cravinho’. Esse drink típico é muito saboroso. 
  • Siga para o Largo do Pelô, coma uma acarajé e tire a foto clássica no casarão principal de Jorge Amado. No mesmo lugar, você vai ver a sacada que Michael Jackson cantou ‘The Care about us’.
  • Chegou a hora do almoço? Pare no Museu Gastronômico pra fazer uma boquinha. Você não vai se arrepender.
  • Quer conhecer mais da história? Então, fique atento aos acervos das igrejas locais como Rosário dos Pretos e Ordem 3ª de São Francisco. Vale ressaltar que os locais são ótimos para aqueles cliques do insta.

Noite em Salvador (Santo Antônio Além do Carmo e Rio Vermelho)
Quer badalar em Salvador?! Então, se ligue que os points do momento são os bares e restaurantes do ‘RV’ e do Santo Antônio Além do Carmo. Se você busca algo mais tranquilo, se jogue no Carmo. Lá, o clima é boteco, cerveja e petisco. Isso sem contar na vista para a Baía de Todos os Santos. Mas, se você quer o contrário então vá para o Rio Vermelho. Casas de show não falta na região e o Largo da Dinha fica aberto 24h. Então, é só reunir a galera e curtir. 

Ribeira e Bonfim
A Cidade Baixa de Salvador tem muitos encantos. Separamos dois lugares, que estão bem próximos, para que você possa unir o útil ao agradável. Primeiro, você passe pela Igreja do Bonfim para pedir uma benção e amarrar a fitinha! Ao longo do trajeto, você pode inclusive conferir a obra da santa Dulce, que fica pertinho da Colina Sagrada. Depois é só seguir até a charmosa Ribeira para apreciar a vista e tomar um saboroso sorvete. Passar uma tarde na Ribeira por aqui, quase tem o mesmo peso de Itapuã. 

Itapuã
Caymmi se encantou com esse bairro – que lembra o interior baiano – desde muito novo e não é para menos. O local tem de tudo e o Farol então, é um espaço que vale a pena um registro. Recomendamos a visita pela manhã ou no por do Sol. Na segunda opção, você pode ainda conhecer os barzinhos locais e o segundo acarajé mais famoso da cidade – Acarajé de Cira.  

Ilhas
Você sabia que Salvador tem ilhas?! Pois é! Esses passeios são vivenciados, normalmente, pelos próprios baianos. Mas se você tiver tempo, vale a pena ter essa experiência. Elas se chamam Ilha de Maré, Ilha dos Frades e Ilha de Bom Jesus dos Passos. A travessia pode ser feita pelo bairro de São Tomé de Paripe, que fica no Subúrbio Ferroviário. É da própria praia que você vai encontrar os barcos e acertar as travessias. A dica é fechar logo a ida e a volta do passeio com o marinheiro. Pechinchar é uma boa pedida, viu?! Não esqueça não. 

  • Ilha de Maré: A ilha é uma antiga aldeia de pescadores, famosa pelo peguarí, um molusco encontrado em abundância no local. O trabalho das rendeiras são um caso a parte. Difícil é sair com apenas 1 souvenir. A viagem é de 45 minutos.
  • Ilha dos Frades: Rodeado por Mata Atlântica, o pequeno paraíso, que possui oito quilômetros de extensão. Além da praia principal chamada Nossa Senhora de Guadalupe, outras três são paradas obrigatórias – Loreto, Viração e Paramana.
  • Ilha de Bom Jesus dos Passos: A comunidade é a que possui a menor população entre as três ilhas que pertencem a Salvador. Os moradores em geral vivem da agricultura de subsistência e da pesca de peixes e mariscos. O local é ideal pra quem busca sombra e água fresca. 





Fonte: iBahia