Sem água há 23 dias, moradores realizam protesto em Arapiraca

Moradores da comunidade Barro Vermelho, em Arapiraca, realizaram um protesto, nesta terça-feira, 29, para denunciar que estão sem água há 23 dias. Durante a manifestação, eles bloquearam o acesso a localidade e atearam fogo em galhos de árvores, impedindo a passagem de veículos pela região. Após o protesto, um técnico da Companhia de Saneamento de…

Reprodução

Moradores da comunidade Barro Vermelho, em Arapiraca, realizaram um protesto, nesta terça-feira, 29, para denunciar que estão sem água há 23 dias.

Durante a manifestação, eles bloquearam o acesso a localidade e atearam fogo em galhos de árvores, impedindo a passagem de veículos pela região.

Após o protesto, um técnico da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) esteve no local e conversou com os manifestantes sobre a situação do abastecimento de água na região.

O Corpo de Bombeiros também foi acionado para a ocorrência e a guarnição ABR-13 extinguiu o fogo após um acordo entre a Casal e os manifestantes.

Por meio de nota, a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) informou que a região é abastecida por meio do sistema de rodízio. No entanto, o abastecimento de água foi comprometido por conta da parada programada do Sistema Coletivo do Agreste, ocorrida nos dias 23 e 24 deste mês.

Confira nota na íntegra:

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) informa que a comunidade Barro Vermelho, em Arapiraca, é abastecida por meio do sistema de rodízio que inclui outras comunidades do entorno. O cronograma de abastecimento ficou comprometido nos últimos dias em virtude da parada programada do Sistema Coletivo do Agreste, ocorrida nos dias 23 e 24 deste mês. Dessa forma, a retomada do abastecimento do Barro Vermelho está prevista para acontecer nesta quarta-feira (30). Um técnico da Companhia esteve na localidade, nesta terça (29), e conversou com os moradores, explicando a eles todo esse contexto.

Fonte: Alagoas24horas