Codesal já registrou mais de 1 mil solicitações nas últimas 72h



Foto: Bruno Concha/Secom

Nas últimas 72 horas, a Defesa Civil de Salvador (Codesal) já recebeu 1.094 solicitações referentes às chuvas que caem na cidade. Apenas nesta terça-feira (20), até as 18h, já entraram 477 solicitações através do sistema 199.

Do total, foram 86 ameaças de desabamento, nove ameaças de desabamento de muro, 85 ameaças de deslizamento, 25 árvores ameaçando cair, quatro árvores caídas, 14 avaliações de área, 58 avaliações de imóveis alagados, dois desabamentos de imóveis, 19 desabamentos de muros, 17 desabamentos parciais, 112 deslizamentos de terra, um galho de árvore caído, 38 infiltrações, cinco orientações técnicas e duas pistas rompidas.

Previsão – A atuação de uma frente fria sobre a região do Recôncavo vem causando chuvas fracas e fortes acompanhadas de rajadas de vento, com risco para alagamentos e deslizamentos de terra. A previsão para esta quinta-feira (21), feriado de Tiradentes, é de céu nublado a parcialmente nublado com chances de até 90% de chuvas fracas a moderadas a qualquer hora do dia. Há risco para deslizamento de terra.

Os maiores acumulados de chuvas em 72 horas (atualizado às 16h30) foram registrados em Mirante de Periperi (194,6 mm), Federação (193,9 mm), Ondina (193,8 mm), Centro (190,2 mm) e Engenho Velho de Brotas (183 mm). De 1º a 20 de abril já choveu na cidade 337,2 mm, segundo a estação de referência em Ondina. O número é 18% a mais do que a média histórica para o mês, que é de 284,9 mm.

Sirenes – Em função do intenso volume de chuvas, a sirene da comunidade de Bosque Real (Sete de Abril) foi acionada nesta terça (20), juntamente com a de Moscou (Castelo Branco), que já tinha sido acionada na segunda-feira (18), de modo a reforçar o alerta preventivo naquela comunidade.

Desde a segunda, já foram acionadas as sirenes nas comunidades de Voluntários da Pátria (Lobato), Vila Picasso (Capelinha), Bom Juá, Baixa do Cacau (São Caetano), Mamede (duas sirenes – Alto da Terezinha), Moscou (Castelo Branco) e no Calabetão (BR-324) – esta última ontem (19).

As sirenes são acionadas após o volume de chuvas ultrapassarem 150 mm em 72 horas de chuvas intensas. Após o acionamento, os moradores são instados a saírem de suas casas e se dirigirem para um centro de acolhimento, localizado em escolas municipais.

Plantão – A Codesal, que integra a categoria de serviços essenciais do município, permanece em esquema de plantão 24h, atendendo às solicitações pelo telefone gratuito 199. As ocorrências podem ser acompanhadas em tempo real no site www. codesal. salvador. ba. gov. br/ index.php/ boletins .

Os cidadãos podem receber alertas da Defesa Civil pelo celular. Basta mandar um SMS com o número do CEP de residência para 40199. O serviço é gratuito.

Leia mais sobre Salvador no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias. 





Fonte: iBahia