Paciente psiquiátrico vítima de espancamento segue em estado grave no HGE; vídeo

O paciente psiquiátrico, Edison Lima da Silva, de 21 anos, que foi violentamente espancado na tarde desse sábado (16), após ser confundindo com um ladrão, no Conjunto Barnabé Oiticica, em Rio Largo, região metropolitana da capital, segue em estado grave aos cuidados da neurologia do Hospital Geral do Estado (HGE). As informações são de que…

O paciente psiquiátrico, Edison Lima da Silva, de 21 anos, que foi violentamente espancado na tarde desse sábado (16), após ser confundindo com um ladrão, no Conjunto Barnabé Oiticica, em Rio Largo, região metropolitana da capital, segue em estado grave aos cuidados da neurologia do Hospital Geral do Estado (HGE).

As informações são de que o homem estaria em surto quando invadiu uma residência. O dono do imóvel teria gritado assustado e um grupo de moradores veio em seu socorro, contendo e agredindo o indivíduo em via pública.

Contudo, nesse domingo, 17, um perfil no Instagram divulgou imagens que mostram o homem em cima de uma casa, quebrando telhas. Ainda segundo o perfil, a família teria informado que o rapaz tem problemas psiquiátricos e teria sido liberado de um internamento há poucos dias e pode ter agido sem ter noção de onde estava, nem do que estava fazendo ali.

VÍDEO DO PERFIL DO INSTAGRAM @portalntr

Edison da Silva ficou bastante machucado e foi socorrido por uma unidade do Samu já inconsciente ao HGE. Confira o registro de atendimento do Samu:

NOTA

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Alagoas foi acionado, na tarde deste sábado (16), por volta das 13h15, para atender uma vítima de agressão física no Co nunto Barnabé, em Rio Largo.

A vítima, um homem de 21 anos identificado como Edison Lima da Silva foi atendido por uma Unidade de Suporte Avançado (USA) do Samu Alagoas e encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE) irresponsivo, com grande ferimento na cabeça e hematoma na face.

cuja identidade não foi repassada à imprensa, foi brutalmente espancando no começo da tarde deste sábado (16) após invadir uma residência

Militares do 8º BPM foram acionados e atenderam à situação, porém, ela não foi registrada nos boletins de ocorrências disponibilizados à imprensa diariamente pela Secretaria de Segurança Pública do Estado. O Alagoas24Horas não conseguiu confirmar se haverá investigação a respeito dos agressores.

Fonte: Alagoas24horas