Auxílio Brasil terá média de pagamentos de R$ 409 em maio


O Auxílio Brasil terá uma média de R$ 409 nos pagamentos de maio. O próprio Ministério da Cidadania, que é a pasta responsável pelas liberações, confirmou a informação na noite desta terça-feira (17). A média de valores representa um aumento de R$ 6 em relação aos números de abril, quando eles pagaram um patamar de R$ 403.

No entanto, vale lembrar que a média não é o patamar mínimo, ou seja, os dados não significam que todos os usuários do programa passarão a receber R$ 409 em maio. Em tese, segue valendo a ideia de que os pagamentos mínimos serão de R$ 400. A média costuma variar devido aos números diferentes que cada cidadão recebe por mês no projeto.

O Ministério da Cidadania também divulgou um novo retrato da quantidade de usuários do programa. Segundo a pasta, pouco mais de 18,1 milhões de brasileiros devem receber o benefício do Auxílio Brasil. O número também representa um aumento em relação aos dados de abril, quando o Governo Federal atendeu pouco mais de 18,06 milhões de indivíduos.

Em maio, a autarquia não deu maiores informações sobre o tamanho da fila de espera para entrada no programa. Dados da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) apontam que pouco mais de 1 milhão de brasileiros estavam nessa situação. No entanto, os números não estão atualizados, uma vez que eles são referentes ao mês de fevereiro.

A fila de espera é uma espécie de lista virtual que reúne os nomes das pessoas que cumprem todas as regras de entrada em um determinado programa e mesmo assim não conseguem receber nada. O Governo explica que o processo ocorre porque não há vagas de entradas para todas as pessoas que precisam.

Calendário

O Governo Federal iniciou exatamente nesta quarta-feira (18), o processo de pagamento da sétima rodada do seu Auxílio Brasil. Hoje, por exemplo, é a vez dos usuários que possuem o Número de Inscrição Social (NIS) final 1. Veja o calendário da semana.

  • Quarta-feira (18): usuários com o NIS final 1
  • Quinta-feira (19): usuários com o NIS final 2
  • Sexta-feira (20): usuários com o NIS final 3

O Palácio do Planalto lembra que não é necessário realizar nenhum tipo de solicitação direta para entrada no Auxílio Brasil.

O Ministério da Cidadania explica que o processo de seleção dos nomes do programa acontece através dos dados de informações já registradas em plataformas como o Cadúnico, por exemplo. Nada mudou neste sentido.

Mudanças no Auxílio Brasil

No início deste mês, o Congresso Nacional aprovou a Medida Provisória (MP) do Auxílio Brasil. O texto prevê algumas mudanças no programa. Desde então, muitas dúvidas surgiram entre os usuários sobre o tema.

De toda forma, é preciso lembrar que nenhuma das mudanças realizadas pelo Congresso tiveram impacto nos pagamentos de maio do Auxílio Brasil. Em primeiro lugar, o presidente Jair Bolsonaro (PL) ainda não sancionou o texto.

Além disso, mesmo que ele tivesse sancionado, as mudanças realizadas no Congresso Nacional não mudam valores e nem as formas de entrada no programa social. A maioria das regras seguirão as mesmas.

Veja o que é sucesso na Internet:

Fonte: Notícias Concursos