O técnico do Chiefs, Andy Reid, irrita os torcedores com polêmica troca de linha ofensiva para a próxima temporada


EUum movimento que gerou polêmica entre chefes fãs, treinador principalAndy Reid anunciou que a linha ofensiva inicial do time para a próxima temporada será um pouco diferente daquela que venceu a Super Bowl em fevereiro.

Enquanto guarda esquerdo Joe Thuneyguarda direito Trey Smith, e centro Creed Humphrey estão prontos para retornar, tackle esquerdo Orlando Brown Jr.. é um agente livre e tackle certo André Wylie já se juntou ao Comandantes de Washington em um contrato de três anos.

Para substituir Brown Jr.os Chiefs assinaram ex- Jacksonville Jaguars enfrentar Jawan Taylor a quatro anos, $ 80 milhões contrato. Na semana passada, eles adicionaram ex- Tampa Bay Buccaneers enfrentar Donovan Smith a um contrato de um ano, aparentemente como um backup para Taylor.

No entanto, em um anúncio surpresaReid revelou que a equipe se alinhará com Taylor começando no tackle direito e Smith no tackle esquerdo.

“[Smith]tem sido um lateral-esquerdo de alto nível. Ele é um bom jogador. Ele estará com o lado esquerdo com os. Jawaan (Taylor) se moverá para a direita”, explicou Reid.

O movimento polêmico de Reid atrai críticas dos fãs

A mudança não foi bem recebida pelos torcedores do Chiefs no Twitter, que acreditam que Smith é um rebaixamento significativo em Brown Jr. Enquanto Smith protegeu Tom Brady’é cego na última temporada, ele abriu mão de seis sacks e permitiu 31 pressões. Já Brown Jr. cedeu apenas três sacks e permitiu 39 pressões durante a temporada de 2022.

Os torcedores do Chiefs são preocupado que Smith, que está saindo de uma temporada repleta de lesões em um time que lutou para mover a bola no campo, não será capaz de proteger o quarterback superstar Patrick Mahomes assim como Brown Jr.

Apesar da polêmica, os Chiefs ofensa criativa e a indefinição de Mahomes pode ajudar a aliviar a pressão sobre Smith. Só o tempo dirá se o julgamento de Reid foi sensato ou não, mas, por enquanto, os fãs do Chiefs ficam se perguntando o que o futuro reserva para o time. linha ofensiva.





Fonte: Jornal Marca