Um padre egípcio chamado Messi… 4.300 anos atrás!


A Nova descoberta pode ter encontrado a múmia mais antiga e completa de todos os tempos Egito, que remonta a 4.300 anos. No entanto, dentro dessa descoberta, o túmulo de um padre que se acredita ser chamado …. Messi!

Uma expedição liderada por arqueólogos egípcios juntamente com o Conselho Supremo de Antiguidades para Gisr el-Mudir (uma das mais antigas estruturas de pedra conhecidas no Egito, localizada em Saqqara) fez uma série de descobertas sem precedentes, datando da 5ª e 6ª Dinastia do Império Antigo.

É, portanto, uma descoberta ligada ao vencedor da Copa do Mundo com a Argentina e o ‘relacionamento’, compreensivelmente, impressionou.

Mas por que Messi? Seu nome apareceu na mesma área onde os arqueólogos encontraram o túmulo de um padre contendo nove estátuas.

egiptólogo Zahi Hawass explicou no Instagram.

“O dono desta tumba pode ser uma pessoa chamada Messi, de acordo com um alçapão que foi encontrado perto das estátuas”, escreveu ele.

De fato, o significado de Messi: “recém-nascido” em egípcio antigo é impressionante.

“Disto podemos concluir que as estátuas pertencem àquele que foi chamado Messi.”

A expedição descobriu vários artefatos e muitas tumbas, incluindo a múmia mais antiga descoberta até hoje, a descoberta relacionada ao sete vezes vencedor do Ballon d’Or atraiu muita atenção.





Fonte: Jornal Marca